A carta- despedida do poeta suicida Vladimir Maiakovski

O poeta e dramaturgo Vladimir Maiakovski (Georgia – antes Rússia-, 07/06/1893- Moscou, 14/04/1930) escreveu uma carta-despedida e suicidou- se com um tiro. Vladimir Maiakovski Transcrevo a carta*: A todos Ninguém é culpado da minha morte e, por favor, nada de fofocas. Ao … Continuar lendo A carta- despedida do poeta suicida Vladimir Maiakovski

A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Sim! É isso mesmo: a culpa é de Nabokov. Quem leu seu livro com as Lições de Literatura Russa que promoveu em conferências e lecionou nos Estados Unidos, logo entenderá minha sanha momentânea. Eu, como você também, deve escorregar, costumo … Continuar lendo A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Resenha: “O jogador”, de Fiódor Dostoiévski (COM PDF GRÁTIS)

O bom de escrever sobre os clássicos é que nós, leitores comuns, podemos escrever livres do preceitos e da pressão de dizer coisas interessantes, ou conseguir abordar coisas nunca antes abordadas (se isso for possível em relação aos clássicos, pois … Continuar lendo Resenha: “O jogador”, de Fiódor Dostoiévski (COM PDF GRÁTIS)

Tchekhov – A realidade do contista, por Gerson de Almeida

Um excelente texto do nosso colaborador Gerson de Almeida sobre Tchekhov e a arte de escrever contos. Esse texto também vai lá para o nosso “departamento” de escritura criativa. Tchekhov – A realidade do contista Escrevi um conto (é uma … Continuar lendo Tchekhov – A realidade do contista, por Gerson de Almeida

Dostoiévski & X-MEN: ou como os desenhos podem ser instrutivos- por Gerson de Almeida

A série X-Men na telona serviu para algumas coisas: 1º) rasgar a camiseta do Hugh Jackman e mandar hordas de marmanjos às academias; 2º) desgraçar o cabelo da lindona Halle Berry e levar a mulherada a fazer cortes esquisitos; 3º) … Continuar lendo Dostoiévski & X-MEN: ou como os desenhos podem ser instrutivos- por Gerson de Almeida

Resenha: Uma criatura dócil, Fiódor Dostoiévski

…Enquanto ela estiver aqui, tudo vai bem: a cada instante chego perto para vê- la, mas que será de mim quando a levem amanhã e eu fique sozinho? (p. 15) Esse livro começa com uma nota do próprio Dostoievski explicando … Continuar lendo Resenha: Uma criatura dócil, Fiódor Dostoiévski

Resenha: “O original de Laura”, de Vladimir Nabokov

“O original de Laura” é um rascunho de Vladimir Nabokov (São Petersburgo, 22 de abril de 1899 – Montreux, Suíça, 2 de julho de 1977), considerado um dos maiores escritores da literatura universal. Ele escreveu essas fichas quando estava doente, faleceu seis meses depois por causa de uma bronquite. Bronquite … Continuar lendo Resenha: “O original de Laura”, de Vladimir Nabokov