Em quantos países se fala o português?

Se você tem o português como idioma nativo, você deveria saber responder esta pergunta: em quantos países o português é falado? Soube responder? Parabéns! Já você que pensa que a nossa língua é coisa só de portugueses e brasileiros: aprender … Continuar lendo Em quantos países se fala o português?

Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón

Está acontecendo um movimento literário mundial de leitura de textos e eu não quis ficar de fora. Escolhi para o primeiro #leituraemcasa do Falando em Literatura, um muito emocionante e forte (eu sempre choro quando leio): “Estatuto do amor”, de … Continuar lendo Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón

Resenha: “Uma furtiva lágrima”, de Nélida Piñón

Este é um dos melhores livros escritos em português. “Uma furtiva lágrima”, de Nélida Piñón é comparável ao “Livro do desassossego”, de Fernando Pessoa. Narrar é prova de amor. O amor cobra declarações, testemunho do que sente. Fala da desesperada medida … Continuar lendo Resenha: “Uma furtiva lágrima”, de Nélida Piñón

Resenha: “Gente feliz com lágrimas”, do português João de Melo

A primeira resenha do ano! Essa obra eu comecei a ler em dezembro, pensei que conseguiria postar no ano passado, mas a resenha saiu agora. Por isso, este livro não está na minha Lista de vinte e quatro livros para … Continuar lendo Resenha: “Gente feliz com lágrimas”, do português João de Melo

Resenha: “O seminarista”, de Bernardo Guimarães #RevisitandoOsClássicos #1

“Crescent illae, et vos crescentis, amores” (“As árvores hão de crescer, e com elas haveis de crescer vós, meus amores” – Virgílio citado na p. 88) Aqui começa uma série: Revisitando os Clássicos Brasileiros. O que significa? São livros que … Continuar lendo Resenha: “O seminarista”, de Bernardo Guimarães #RevisitandoOsClássicos #1

Você conhece Gertrude Stein?

A escritora Gertrude Stein (Pittsburgh, 03/02/1874- Paris, 27/07/1946) poeta, biógrafa e romancista, era amiga pessoal de vários escritores e pintores, inclusive Picasso, Matisse, Hemingway e Joyce, por exemplo. A biografia dela é muito interessante, merece um post exclusivo, que espero … Continuar lendo Você conhece Gertrude Stein?

Onze livros para sorteio!

Na véspera da Páscoa, vamos animar o coreto?! Sorteio de 11 livros, já que só faltam 10 pessoas para atingirmos 11 mil curtidas no Facebook. Escolhi 11 livros da minha biblioteca para o sorteio: “O desejo de Kianda”, do angolano … Continuar lendo Onze livros para sorteio!

Falaremos de Lima Barreto hoje em Madri

O grande escritor carioca Lima Barreto é o tema da nossa oficina literária de hoje na Casa do Brasil, de 19-21h. As oficinas “Falando em Literatura” fazem parte do projeto do Itamaraty de difusão da língua e cultura brasileira no exterior. … Continuar lendo Falaremos de Lima Barreto hoje em Madri

Um recado no YouTube pra vocês: oficina literária na próxima quarta!

Na próxima quarta- feira, dia 16 de novembro, os convido para uma oficina literária sobre a obra de Antônio Torres, escritor baiano, membro da Academia de Letras da Bahia e da Academia Brasileira de Letras, um dos meus escritores favoritos. … Continuar lendo Um recado no YouTube pra vocês: oficina literária na próxima quarta!

5 de junho: aniversário de 118 anos de Federico García Lorca

Um dos maiores escritores da língua espanhola, Federico García Lorca (Fuentevaqueros, 05/06/1898 – Víznar, 19/08/1936), poeta e dramaturgo, completa hoje 118 anos de nascimento. Formado em Letras e Direito, mudou de Granada para Madri onde conheceu inúmeros intelectuais. Viajou para Nova York e … Continuar lendo 5 de junho: aniversário de 118 anos de Federico García Lorca

Resenha I- Dom Quixote de La Mancha

Dom Quixote de La Mancha começa bem curioso e engraçado. Uma série de protocolos da época, uma carta de Cervantes ao rei, uma do rei, carta do escrivão, de um licenciado em Letras que dá a sua palavra que as erratas … Continuar lendo Resenha I- Dom Quixote de La Mancha

A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Sim! É isso mesmo: a culpa é de Nabokov. Quem leu seu livro com as Lições de Literatura Russa que promoveu em conferências e lecionou nos Estados Unidos, logo entenderá minha sanha momentânea. Eu, como você também, deve escorregar, costumo … Continuar lendo A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

“A metade indivisível”, crônica do escritor português António Vilhena

Falar de amor parece fácil, mas é bem o contrário. Existe muita literatura a respeito, tanto em prosa quanto em verso, e às vezes, parece que pouco mais há para ser dito. Engano. O amor (ou o desamor) sempre será fonte de inspiração na literatura. … Continuar lendo “A metade indivisível”, crônica do escritor português António Vilhena

Os sebos, você é cliente?

Confesso: tenho uma certa resistência aos sebos por uma questão higiênica, mais que qualquer outra coisa. Tenho uma certa resistência às bibliotecas públicas e ao empréstimo de livros pelo mesmo motivo. As pessoas comem e bebem lendo, lavam sempre as … Continuar lendo Os sebos, você é cliente?