Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos

Em 2001, Ray Bradbury participou de um simpósio de escritores na PLNU (Universidade de Point Loma Nazarene- San Diego, Califórnia), deixando onze conselhos para escritores novatos. Ray Bradbury, aos 88 anos (junho 2009), para o NYT: “Eu não acredito em … Continuar lendo Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos

O 7º encontro “Falando em Literatura…” em Madri

Poesia é voar fora da asa. (Manoel de Barros) Aconteceu na última quarta- feira, 07/12/2016, a sétima oficina “Falando em Literatura…”. A estrela foi o poeta Manoel de Barros, com sua poesia irretocável. O escritor faleceu em 2014, aos 97 … Continuar lendo O 7º encontro “Falando em Literatura…” em Madri

Foi você quem disse, Drummond?! Quiz!

O que você sabe sobre um dos maiores escritores modernistas do Brasil? O mineiro Carlos Drummond de Andrade nos deixou uma obra preciosa e que vale a pena ser lida e relida. Preparei um quiz rápido, sete perguntas para você … Continuar lendo Foi você quem disse, Drummond?! Quiz!

A carta- despedida do poeta suicida Vladimir Maiakovski

O poeta e dramaturgo Vladimir Maiakovski (Georgia – antes Rússia-, 07/06/1893- Moscou, 14/04/1930) escreveu uma carta-despedida e suicidou- se com um tiro. Vladimir Maiakovski Transcrevo a carta*: A todos Ninguém é culpado da minha morte e, por favor, nada de fofocas. Ao … Continuar lendo A carta- despedida do poeta suicida Vladimir Maiakovski

Primeiro vídeo no Canal Falando em Literatura!

O poeta Alejandro Panés e sua máquina de escrever na Feira do Livro de Madri 2016. Ele escreveu um poema para o Falando em Literatura em apenas 3 minutos. Eu dei o tema: “Falando em literatura…literatura salva?”. O vídeo está … Continuar lendo Primeiro vídeo no Canal Falando em Literatura!

Antonio Colinas ganha o Prêmio Rainha Sofía de Poesia Iberoamericana

O Prémio Reina Sofía de Poesia Iberoamericana é o maior prêmio de poesia de língua espanhola, mas que inclui também poetas que escrevem em língua portuguesa, inclusive foram premiados João Cabral, Nuno Júdice e Sophia de Mello. Esse ano levou o … Continuar lendo Antonio Colinas ganha o Prêmio Rainha Sofía de Poesia Iberoamericana

Resenha: A poesia da notícia, de Thiago David

Quem planta violência/ não colhe cidadão. (Thiago David) Um pouco de literatura brasileira contemporânea. Thiago David estreia com “A poesia da notícia”. Ele é um jovem poeta e compositor carioca nascido em 1987. É publicitário, mas não exerce, sonha em poder viver … Continuar lendo Resenha: A poesia da notícia, de Thiago David

Entrevista com o poeta Lúcio Autran (filho de Autran Dourado)

Para quem ainda não sabe, eu escrevo uma coluna literária (também chamada “Falando em Literatura”) na revista BrazilcomZ (impressa) na Espanha e que também pode ser lida online nesse link aqui (veja). A matéria de capa é sobre um debate polêmico, … Continuar lendo Entrevista com o poeta Lúcio Autran (filho de Autran Dourado)

“A metade indivisível”, crônica do escritor português António Vilhena

Falar de amor parece fácil, mas é bem o contrário. Existe muita literatura a respeito, tanto em prosa quanto em verso, e às vezes, parece que pouco mais há para ser dito. Engano. O amor (ou o desamor) sempre será fonte de inspiração na literatura. … Continuar lendo “A metade indivisível”, crônica do escritor português António Vilhena

Resultado do sorteio: “Pseudopoesia”, de Alves Rosa

Muitos compartilharam em posts fechados, não posso ver quem são, obviamente esses não entraram no sorteio. Um número foi gerado aleatoriamente no site http://www.random.org. Veja a lista de quem participou e o seu número: 1. Tania Ziert Balão 2. Anilda Neves 3. … Continuar lendo Resultado do sorteio: “Pseudopoesia”, de Alves Rosa

“Multiculturalismo, fantástico poema de Pedro Lyra

Não é racismo preservar a própria cultura e defender os próprios costumes e estilo de vida no país em que nascemos. Quem chega é quem tem que integrar- se e não o contrário. Podemos aprender muito com o outro, com … Continuar lendo “Multiculturalismo, fantástico poema de Pedro Lyra

Mares e Oceanos de Lêdo Ivo, por Gerson de Almeida

“A poesia é um segredo Feito de êxtase e medo Que não confio a ninguém – Nem a mim mesmo.” (O segredo)                                     … Continuar lendo Mares e Oceanos de Lêdo Ivo, por Gerson de Almeida

Bem- vindo, Angola!

Bem- vindo pessoal de Angola, que está descobrindo a nossa página! Um prazer tê- los aqui, Angola é um país lindo, de gente encantadora e uma literatura forte. Uma das minhas poetisas favoritas é a angolana Ana Paula Ribeiro Tavares … Continuar lendo Bem- vindo, Angola!

Uma carta de amor: Lord Byron a Caroline Lamb

Em Agosto de 1812, o poeta Lord Byron  (Londres, 22/01/1788 – Missolonghi, 19/04/1824) escreveu uma carta para a sua amante aristocrata Caroline Lamb, também escritora. Byron, casado com Anna Isabella Milbanke, teve inúmeras amantes, inclusive uma prima e sua irmã Augusta, com quem teve uma filha chamada Medora. Com a esposa teve uma filha, Ada Lovelace, que foi escritora e matemática. Os laços de sangue parece que não eram importantes para o poeta. Montagem de um retrato de Caroline e Lord Byron A carta de Byron é típica de um “bico doce”, lábia ele tinha. O texto é de amor e despedida, mas indo sem querer muito … Continuar lendo Uma carta de amor: Lord Byron a Caroline Lamb

O que é a imortalidade?

O que é a imortalidade? Um sopro que nos carrega para os confins da orfandade A imortalidade na visão do jornalista, crítico e poeta e também acadêmico da ABL, Ivan Junqueira (Rio de Janeiro, 3 de novembro de 1934). Ele ocupa a cadeira nº 37, foi o sucessor de João Cabral de Melo Neto. A IMORTALIDADE O que é a imortalidade? Um sopro que nos carrega para os confins da orfandade, onde o espírito se nega e de si já não recorda após a última entrega? Que luz é a que nos acorda quando a morte, em dada hora, bate à porta … Continuar lendo O que é a imortalidade?

A grande Hilda Hilst

Andei lendo essa grande escritora brasileira e acabei fascinada. Coisa linda a escritura dessa mulher. Hilda Hilst era uma mulher à frente do seu tempo, transgressora, inovadora, corajosa, uma mulher admirável. Quebrar regras moralistas na conservadora sociedade brasileira não é fácil. Descendente de portugueses por parte de mãe e de germano- franceses por parte de pai, filha única de um fazendeiro, ela foi uma das representantes mais importantes da literatura brasileira do século XX, uma Guimarães Rosa de saia. Hilda Hilst, Jaú, 21 de abril de 1930 — Campinas, 4 de fevereiro de 2004 “Aflição de ser eu e não ser outra. Aflição de não ser, amor, aquela Que muitas … Continuar lendo A grande Hilda Hilst

Lêdo Ivo em Madri

No ano passado , Lêdo Ivo (Alagoas, Maceió, 18 de fevereiro de 1924), esteve em Madri apresentando o seus livros “Plenilunio” e “Rumor noturno”. O imortal ocupa a cadeira 10 da Academia Brasileira de Letras: Foto: Ciela Fraguas A finalidade da vida é a própria vida. Viver é aprender a viver, aliás é uma coisa que você não aprende nunca, você morre sem ter aprendido a viver. O sotaque melodioso, nordestino, a simpatia e a risada gostosa você pode ouvir nessa entrevista do escritor concedida para a  jornalista Rita Siriaka. E esse grande poeta brasileiro, que também é cronista,  jornalista, ensaísta … Continuar lendo Lêdo Ivo em Madri