Apaga a luz e acende o tablete

Em primeiro lugar: por que usar o nome “tablet”? Na língua portuguesa há um correspondente perfeito: “tablete”. Não sou purista, mas há um excesso de anglicismos e americanismos no vocabulário do brasileiro. A ideia desse post surgiu depois de uma discussão no Facebook, onde a maioria das pessoas defendia o livro de papel. Deduzi que nenhuma delas possui um tablete. Isso anda acontecendo muito: “não conheço, mas não gosto”. Depois desse debate, fiquei a pensar sobre os argumentos que as pessoas utilizaram para defender os livros tradicionais: “nada substitui o prazer de folhear um livro, o cheiro do livro, a … Continuar lendo Apaga a luz e acende o tablete