Uma das bibliotecas mais antigas (e lindas!) do mundo


No último sábado (02/12), visitei uma das bibliotecas mais impressionantes do mundo: a Real Biblioteca. Ela fica na cidade de El Escorial e pertence à comunidade de Madri, Espanha. A biblioteca (1584) fica  num complexo de edifícios: há um monastério, uma catedral, o palacete dos Borbóns, e no subterrâneo, há várias salas onde estão sepultados todas as gerações da família real espanhola. Quem criou a biblioteca foi o rei Felipe II. Ele comprou os primeiros livros, um lote com 42 volumes e foi adquirindo raridades pouco a pouco.

A foto abaixo é do Salão Principal, Salão de Impressos (porque estão guardados livros impressos antigos) ou Salão dos Frescos (por causa do teto), pintado por Pellegrino Tibaldi e seus colaboradores.

biblio_edited

A Real Biblioteca, que fica na cidade espanhola “El Escorial”. (Foto: Fernanda Sampaio)

Há tesouros da humanidade guardados nesse biblioteca. Livros raríssimos, únicos, como “O batismo”, um manuscrito de Santo Agostinho ou “Evangelhos gregos” de São João Crisóstomo ou o “Códice áureo” escrito com letras de ouro.

As cinquenta e quatro estantes de madeira foram feitas pelo italiano Giuseppe Freccia e estão organizadas por tema e tamanho.

biblio6

Estantes de madeira (Foto: Fernanda Sampaio)

Uma das peças mais interessantes do salão é uma esfera que que representa o sistema solar, segundo Ptolomeu, e era usada para estudar o sistema solar.

escorial2

O globo de Ptolomeu. (Foto: site da Real Biblioteca)

A biblioteca, como todo o “Sitio Real de San Lorenzo del Escorial” pertence ao governo da Espanha.

biblio3

Uma das vistas da biblioteca com o retrato do rei. (Foto: Fernanda Sampaio)

Essa é uma das vistas do interior do monastério:

IMG_3707 (2)

Monastério onde fica a Real Biblioteca, uma das mais belas e antigas do mundo. Nesse momento caía neve. (Foto: Fernanda Sampaio)

E por último, a fachada exterior principal:

24294449_899714950184066_8540329145852633695_n

Fachada principal (foto: Fernanda Sampaio)

Parte do acervo está digitalizado, você pode consultar aqui.

Anúncios

Livros raros (e caros) para presente de Natal


Um presente bastante especial para o Natal que se aproxima, são os livros raros e antigos autografados por algum escritor de renome. Só que essas obras não para qualquer bolso, os preços são bastante elevados.

Por exemplo, “Odas elementales”, de Pablo Neruda, edição limitada de 1954, só saíram duzentas cópias numeradas e assinadas pelo autor, custa R$ 4.942,55 (ou 1.304, euros). Veja:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outra obra interessantíssima é essa edição do grande Gabo, Gabriel García Márquez, autor do maravilhoso “Cem anos de solidão”. O colombiano faleceu em 2014 e seus livros autografados já valem mais que ouro,  “Diatriba de amor contra un hombre sentado”, de 1994, custa quase seis mil reais! Reparem que Gabo desenhou uma flor junto com a dedicatória, lindo!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Achou caro os dois anteriores? Então, prepare- se para o próximo: edição de 1942 de Jorge Luís Borges, “El jardín de senderos que se bifurcan”, custa quase 15 mil reais!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os três anteriores foram livros em espanhol, mas na nossa língua encontrei um muito especial, primeira edição de “Rampa” (1930), de Adolpho Rocha, pseudônimo do escritor português Miguel Torga. Essa joia, amigos, só vai levar quem dispuser de R$ 31.634,26!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Agora, um dos livros que mais interessantes e que mais me emocionam, confesso, é esse exemplar do francês Guy de Maupassant. Primeira edição numerada (só 150 exemplares) de “Notre coeur” (“Nosso coração”), de 1890. Ele custa R$ 13.076,54. O livro tem 127 anos e está cheio de anotações do Guy. Não é o máximo?!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Qual é o seu preferido? Aceito qualquer um de presente de Natal, tá? 😀