Resenha: “O Buda dos subúrbios”, de Hanif Kureishi

Um dos melhores livros lidos este ano: “O Buda dos subúrbios”, obra clássica contemporânea do inglês Hanif Kureishi. Eu já li outros dois livros do autor “A última palavra” e “Intimidade”, sugiro que você coloque este autor na sua lista … Continuar lendo Resenha: “O Buda dos subúrbios”, de Hanif Kureishi

Resenha: “A livraria”, de Penelope Fitzgerald

Depois de ter assistido o filme (leia a resenha aqui), fiquei com vontade de ler a obra que inspirou a diretora espanhola Isabel Coixet, “A livraria”. “A livraria” (1996) foi dividida em dez capítulos e é uma obra com fundo … Continuar lendo Resenha: “A livraria”, de Penelope Fitzgerald

Resenha: “Os vestígios do dia”, do Nobel Kazuo Ishiguro

Kazuo Ishiguro (Nagasaki, 08/11/1954), japonês, mas oficialmente é britânico, já que o Japão não admite dupla cidadania. Foi morar com os pais na Inglaterra quanto tinha cinco anos. É doutor em Escrita Criativa e ganhou o Nobel de Literatura nesse … Continuar lendo Resenha: “Os vestígios do dia”, do Nobel Kazuo Ishiguro

Resenha: “Os pilares da terra”, do inglês Ken Follett

Eu tenho formação acadêmica em Letras, o que ajuda a olhar a literatura de uma forma  profissional e crítica, observando elementos artísticos, técnicos e de estilo, que podem passar despercebidos para muitos leitores; mas minha aversão aos best- sellers não … Continuar lendo Resenha: “Os pilares da terra”, do inglês Ken Follett

O britânico Kazuo Ishiguro ganha o Prêmio Nobel de Literatura 2017

O Nobel de Literatura 2017, Kazuo Ishiguro, 62 anos, é japonês, mas optou pela nacionalidade britânica em 1982. A lei japonesa não permite a dupla nacionalidade. O autor foi escolhido pela Academia, porque… “suas novelas de grande força emocional que … Continuar lendo O britânico Kazuo Ishiguro ganha o Prêmio Nobel de Literatura 2017

Resenha: “Intimidade”, do inglês Hanif Kureishi

“Ferir alguém é um ato de involuntária intimidade” (p.08) Ler esse livro foi como entrar em um profundo transe, um abandono completo do mundo exterior. Poucos livros têm me despertado essa sensação, terminei impressionada. Isso sim é boa literatura, intensa … Continuar lendo Resenha: “Intimidade”, do inglês Hanif Kureishi

Veja a lista de livros que o presidente Obama está lendo no verão

O presidente Barack Obama dos Estados Unidos é uma simpatia, não?! Adoro a sua postura sempre correta e respeitosa, mesmo com os que o ofendem; sempre alegre, bem humorado, simples e atencioso com os cidadãos; o mesmo para a primeira- … Continuar lendo Veja a lista de livros que o presidente Obama está lendo no verão

Livros para ler nas férias

Verão na Europa, muito sol, praia e piscina. Entre as atividades aquáticas, vou de livro em livro. Trouxe comigo “A República dos Sonhos”, de Nélida Piñón, que eu tinha começado a ler no ano passado, deixei estacionado, porque acabei me … Continuar lendo Livros para ler nas férias

The Consciousness Effect: Representation of Subjectivity in Virginia Woolf’s To the Lighthouse and James Joyce’s Ulysses

Falando em Literatura in english? Yes! Elton Uliana‘s article, he’s Brazilian, bachelor of English Literature from University Birkbeck College, University of London. Enjoy! The Consciousness Effect: Representation of Subjectivity in Virginia Woolf’s To the Lighthouse and James Joyce’s Ulysses  A sudden … Continuar lendo The Consciousness Effect: Representation of Subjectivity in Virginia Woolf’s To the Lighthouse and James Joyce’s Ulysses

PDF grátis: “A arte da ficção”, de David Lodge

Estou montando uma biblioteca com livros sobre o fazer literário, tema que muito me interessa. Todos os livros são edições esgotadas e sem opção de compra, respeitamos os direitos autorais. Mais uma obra ótima para as pessoas que estudam ou trabalham … Continuar lendo PDF grátis: “A arte da ficção”, de David Lodge

Há 216 anos, falecia Mary Shelley, autora de “Frankenstein”

Há 216 anos, falecia Mary Shelley (Londres, 30/08/1797 – Londres, 1/02/1851) escritora britânica, filha do filósofo William Godwin e da pedagoga e escritora Mary Wollstonecraft. Casou- se em 1816 com o poeta Percy Bysshe Shelley. Autora da novela gótica Frankenstein: ou O Moderno Prometeu (1818), sua obra mais popular, foi escrita quando Mary tinha apenas 19 anos. Mary Shelley Frankenstein é um personagem que já habita no imaginário coletivo, no medo das crianças, ele é uma figura horripilante, um monstro criado por um “cientista maluco”, Victor Frankenstein, um jovem estudante de ciências, que descobre o segredo de gerar vida através da … Continuar lendo Há 216 anos, falecia Mary Shelley, autora de “Frankenstein”

Lewis Carroll sob suspeita, as duas Alices

Hoje é a data da morte do escritor, matemático e fotógrafo inglês Lewis Carroll. Seu nome de batismo era Charles Lutwidge Dodgson, nasceu em Daresbury em 27 de janeiro de 1832 e faleceu de uma pneumonia em Guildford no dia 14 de Janeiro de 1898. Filho de um reverendo da igreja anglicana, estudou Matemática em Oxford, trabalhou na universidade como professor. A polêmica e desconfiança rondam o nome do escritor, porque ele andava sempre rodeado de crianças e as fotografava nuas. Ele adorava fazer truques de magia, contar histórias para elas, daí a aparição do livro “Alice no País das Maravilhas”, inspirado na filha do reverendo e escritor Henry George Liddell, … Continuar lendo Lewis Carroll sob suspeita, as duas Alices