Sorteio de livros!

Ordenando as minhas estantes nesta semana, encontrei livros duplicados (e novos!) que sortearei para vocês. Os livros em questão são: “Gramática da Língua Portuguesa”, de Clara Amorim e Catarina Sousa, uma edição portuguesa, e “Contos de aprendiz”, de Carlos Drummond de Andrade, que é um clássico da literatura brasileira: Para participar basta seguir o FalandoContinuar lendo “Sorteio de livros!”

Você sabe qual foi a primeira gramática da língua portuguesa? (PDF grátis!)

Para os amantes “da última flor do Lácio”, deixo aqui o PDF da primeira gramática da língua portuguesa, uma joia escrita há 482 anos por Fernão de Oliveira (1507-1581), nascido em Aveiro, terra dos meus ancestrais. Viveu muito para o padrão da época e ainda mais com uma vida tão aventureira. Sobre o local daContinuar lendo “Você sabe qual foi a primeira gramática da língua portuguesa? (PDF grátis!)”

Lista de cacófatos a serem evitados

O cacófato é um vício de linguagem, e como todo vício, é ruim. São sons em sílabas ou palavras diferentes, que juntos, formam outras palavras que podem ser comprometedoras, engraçadas ou inconvenientes, além de vulgarizar e empobrecer a linguagem. Hummm…mas eles escapam com frequência na linguagem oral coloquial. Veja a lista abaixo, frases com osContinuar lendo “Lista de cacófatos a serem evitados”

“A última flor do Lácio”, em defesa do nosso idioma

Última flor do Lácio, inculta e bela (Olavo Bilac) Você sabe para que serve a Constituição? Serve para ordenar.  É um livro com todas as regras, leis e normas de um país. Imagina se não existisse a Constituição e cada um fizesse o que bem entendesse. Imaginou? Seria o caos absoluto. De tempos em temposContinuar lendo ““A última flor do Lácio”, em defesa do nosso idioma”

Os principais erros dos escritores novatos

“Ninguém nasce sabendo. Todos aprendem a ler e a escrever na escola, inclusive nos ensinaram as regras básicas de redação. Como na caligrafia e na gramática, no início da narrativa é comum cometer falhas muito elementais. Com o tempo, você vai aprendendo a escrever com poucas falhas ortográficas e o mesmo pode acontecer com o estilo doContinuar lendo “Os principais erros dos escritores novatos”

O que é ser intelectual?

Nos comentários de um post recente, Rosângela Neres, professora na Universidade Estadual da Paraíba, escreveu o seguinte: “(…) a intelectualidade de uns também é questionável. Nunca fui muito fã desse termo, afinal o que quer dizer ser intelectual, não é mesmo? Todos não temos propensão ao intelecto? Tem gente que só porque leu muitos livros eContinuar lendo “O que é ser intelectual?”

Português de Portugal X Português do Brasil (4)

Apesar de Margarida Rebelo Pinto escrever em um português mais “neutro”, digamos assim, sem tantas expressões lusas, retirei alguns vocábulos do seu livro “O dia em que te esqueci”, que seriam escritos diferentes em português brasileiro: Portugal   X    Brasil 1. Piroso – brega 2. Pilinha- pintinho (pênis) 3. Espaguerte- espaguete 4. Alcunha- apelidoContinuar lendo “Português de Portugal X Português do Brasil (4)”

Mude de ideia

“Idéia” ou “ideia”? No Brasil, a grafia pedia o acento agudo, mas ele caiu com a última reforma ortográfica que entrou em vigor em janeiro de 2009. A regra é simples: Não se usará mais acento agudo nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como “assembléia”, “idéia”, “heróica” e “jibóia”. Portanto, mude de ideia.

Português Portugal X Português Brasil (3)

Lendo “Tristessa” (Jack Kerouac), numa edição portuguesa, notei a enorme quantidade de palavras e expressões com sotaque luso, que no português do Brasil seriam de outra forma. Pequeno dicionário Portugal- Brasil, selecionei algumas: Portugal X Brasil 1. Bêbedo = bêbado 2. Surripiar= surrupiar 3. Encarnada= vermelha 4. Guarda- freio= maquinista de trem 5. Carris= trilhosContinuar lendo “Português Portugal X Português Brasil (3)”

Polén

A primavera na Espanha, sem dúvida, é a época mais bonita do ano por suas cores e temperatura agradável; contudo, as alergias provocadas pelo pólen suspenso no ar é um desagradável inconveniente dessa colorida estação do ano. O pólen que fecunda e dá vida às flores, também faz com que muita gente passe mal comContinuar lendo “Polén”