Albert Camus

“Consciência corporal”: tecnologias de formação do sujeito em “O Estrangeiro”, de Albert Camus, por Elton Uliana

  Durante séculos a pena de morte, muitas vezes acompanhada de refinamentos barbáricos, tenta conter o crime; no entanto, o crime persiste. Por quê? Porque os instintos que estão em guerra no homem não são, como afirma a lei, forças … Continuar lendo “Consciência corporal”: tecnologias de formação do sujeito em “O Estrangeiro”, de Albert Camus, por Elton Uliana

Você conhece Gertrude Stein?

A escritora Gertrude Stein (Pittsburgh, 03/02/1874- Paris, 27/07/1946) poeta, biógrafa e romancista, era amiga pessoal de vários escritores e pintores, inclusive Picasso, Matisse, Hemingway e Joyce, por exemplo. A biografia dela é muito interessante, merece um post exclusivo, que espero … Continuar lendo Você conhece Gertrude Stein?

Começou o Salão do Livro de Paris, Brasil é o convidado de honra

Começou ontem à noite oficialmente, o 35º Salão do Livro de Paris, com a presença do ministro brasileiro, Juca Ferreira e o francês,  Fleur Pellerin. O Brasil é o país convidado de honra. A comitiva brasileira não é das mais numerosas, … Continuar lendo Começou o Salão do Livro de Paris, Brasil é o convidado de honra

“No café da juventude perdida”, Patrick Modiano

(…) Às vezes te oprime o coração quando pensa nas coisas que podiam ter sido e que não foram, ainda digo agora inclusive, que a casa continua vazia esperando- nos. (Ronald, p. 128) Prepare uns sapatos confortáveis porque você vai caminhar muito pelas … Continuar lendo “No café da juventude perdida”, Patrick Modiano

O Brasil será o país homenageado no Salão do Livro de Paris 2015

Ahhhh…que maravilha! Uma constelação literária brasileira vai estar reunida nessa Feira. E em Paris, oh là là, c’est magnifique! Vamos?! O nosso Brasil será o país homenageado e representado por 48 escritores brasileiros, entre eles: Antônio Torres, Edney Silvestre, Luiz Ruffato, … Continuar lendo O Brasil será o país homenageado no Salão do Livro de Paris 2015

Patrick Modiano, Nobel de Literatura 2014

Ele é francês de Boulogne-Billancourt, Patrick Modiano, 69 anos, é o último Prêmio Nobel de Literatura. Ele é muito alto, muito gentil, meio desengonçado e muito tímido. Vive numa casa antiga em Paris perto do Jardim de Luxemburgo. O autor … Continuar lendo Patrick Modiano, Nobel de Literatura 2014

Resenha: Bibliomania, de Gustave Flaubert

Bibliomania é a mania compulsiva de colecionar livros. A patologia pode ser detectada quando a pessoa coleciona livros iguais, do mesmo autor, mesma edição, sem a menor utilidade e que não teria valor para um verdadeiro colecionador. Mas, no nosso caso, vamos … Continuar lendo Resenha: Bibliomania, de Gustave Flaubert

Resenha: Para que serve a literatura?, de Antoine Compagnon

Um pouco de teoria. Todo estudante de Letras deveria ter esse livro, porque dá muitas noções básicas e essenciais sobre a teoria da literatura em poucas páginas, é o bê a bá da literatura. Talvez seja mais importante responder “Para que … Continuar lendo Resenha: Para que serve a literatura?, de Antoine Compagnon

Resenha: “Em busca do tempo perdido- No caminho de Swann”, Marcel Proust

(…) Mas, quando nada subsiste de um passado antigo, após a morte dos seres, após a destruição das coisas, apenas o cheiro e o sabor, mais frágeis mas vivazes, mais imateriais, mais persistentes, mais fiéis, permanecem ainda por muito tempo, … Continuar lendo Resenha: “Em busca do tempo perdido- No caminho de Swann”, Marcel Proust

Bolsas- livro da Olympia Le- tan

As famosas e fashionistas aderiram à moda da bolsa- livro, criação da inglesa (criada na França) Olympia Le- tan, uma designer de moda apaixonada por literatura. Olympia Le- tan e sua biblioteca Famosas já desfilaram no tapete vermelho com as criações de Olympia, como Tilda Swinton, Natalie Portman ou Clémence Poésy: Os títulos (ou modelos) são bem variados e têm um ar vintage: As bolsas- livro custam 1140 euros no site da designer, que já trabalhou na Chanel e Balmain. Continuar lendo Bolsas- livro da Olympia Le- tan

C’est PARIS!

E pelo poder d’uma palavraRecomeço a minha vidaNasci para te conhecerPara te nomear(“Liberdade”, Paul Éluard) Escadarias da Catedral de Montemartre Eu costumo dizer que cada cidade tem um cheiro, uma atmosfera. Se eu fechar os olhos e recordar Paris… Paris cheira à liberdade e à baguette recém saída do forno. Paris desprende cultura (híbrida), mas tem algo muito próprio, uma cidade com encanto. Da minha recente viagem a Paris, trouxe mais de 5000 fotos. Subi na Torre Eiffel, naveguei num bateau mouche pelo Rio Sena, fiz um passeio num ônibus turístico por toda a cidade, andei num carrinho muito engraçado, que cruzou as … Continuar lendo C’est PARIS!