Sobre a fidelidade

A fidelidade é uma virtude relacionada à memória, à lembrança do que a gente prometeu pra alguém ou pra gente mesmo. (Gabriel Chalita) É na Filosofia onde encontro as respostas mais convincentes sobre temas capitais da humanidade. Outro dia eu assisti ao vivo o melhor filósofo do Brasil, Gabriel Chalita, e o tema era fidelidade.Continuar lendo “Sobre a fidelidade”

Frases para (quase) todas as ocasiões

Frases sobre literatura “O mundo acabará de ferrar- se no dia em que os homens viagem de primeira classe e a literatura no vagão de carga.” (“Cem anos de solidão”, Gabriel García Márquez). “A morte definitiva de um escritor tem lugar quando absolutamente ninguém lê seus livros. Essa é a verdadeira morte.” (José Saramago) “NãoContinuar lendo “Frases para (quase) todas as ocasiões”

Quarentena (microconto)

Ninguém olhava o seu rosto. E porque ninguém olhava o seu rosto, ninguém percebeu que ela já não estava mais ali. Hoje, ela já não levantou. Fernanda Sampaio Carneiro Música: “À la faveur de l’automne”, Tété

Doze anos Falando em Literatura!

Doze anos hoje! Sem dúvida, o “Falando em Literatura” é um dos blogs (senão “o” blog) mais longevos do panorama literário. Ele começou como um espaço de interação para os meus aprendizes de língua portuguesa na Espanha. O original era “A última flor do Lácio”. Mudei o nome e também o conteúdo. O forte doContinuar lendo “Doze anos Falando em Literatura!”

A inveja do rato

Esta é uma fábula de um rato que tinha muita inveja do gato. O gato e o rato foram adotados e cresceram na mesma casa. O gato saía todas as noites para caçar e, além de voltar sempre com a pança cheia, ainda guardava alimento para o dia seguinte. O rato ficava sempre na suaContinuar lendo “A inveja do rato”

Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón

Está acontecendo um movimento literário mundial de leitura de textos e eu não quis ficar de fora. Escolhi para o primeiro #leituraemcasa do Falando em Literatura, um muito emocionante e forte (eu sempre choro quando leio): “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón. A leitura você pode ver no meu canal do YouTube, que estava semContinuar lendo “Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón”

O Falando em literatura vai mudar!

Porque mudanças são necessárias…livros sim, mas também imigração, opinião, lifestyle, viagens, e o que nos ocorrer. Feliz 2020!

Fiz um exame de DNA, veja o resultado

Eu sou fascinada por assuntos ancestrais. E para descobrir mais sobre os meus, comecei a fazer a minha árvore genealógica no ano passado e depois completei com um exame genético. Pelo lado paterno (português), consegui avançar bastante, já que Portugal soube conservar muito bem os seus registros paroquiais e teve a deferência de disponibilizar, gratuitamente,Continuar lendo “Fiz um exame de DNA, veja o resultado”

Resenha: “Tartufo”, de Molière

Você sabe o motivo da cor amarela ser considerada de má sorte para os atores? Continue lendo para descobrir! Literatura clássica francesa. Livros seculares como “Tartufo”, do parisino Molière, emocionam- me muito! Uma obra assim você não pode deixar de colocar na sua lista de leituras. Ela representa com perfeição arquétipos sociais, como a hipocrisia,Continuar lendo “Resenha: “Tartufo”, de Molière”

Um livro que pode mudar a sua visão do mundo

Somos mais pessimistas do que deveríamos ser? Tudo indica que sim, segundo este livro com um título extenso: “Factfulness: dez razões pelas quais estamos enganados sobre o mundo. E porquê as coisas estão melhores do que você pensa”. Por que estou falando sobre este tipo de livro, um best- seller, inusual aqui? Porque quem oContinuar lendo “Um livro que pode mudar a sua visão do mundo”