Resenha: “Fahrenheit 451”, de Ray Bradbury

451° Fahrenheit: a temperatura que o papel dos livros se inflama e queima. (epígrafe)   O americano Ray Bradbury (1920- 2012) foi romancista, contista, ensaísta, dramaturgo e roteirista, publicou “Fahrenheit 451” em 1953, livro considerado a sua obra- prima. Ray … Continuar lendo Resenha: “Fahrenheit 451”, de Ray Bradbury

PDF grátis: “O Zen e a Arte da Escrita”, de Ray Bradbury

Esta semana será dedicada ao escritor americano Ray Bradbury. Ray Bradbury, autor de “Crônicas marcianas”. Se você não leu o post de ontem: “Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos”, dá uma olhada, vale a pena! E vocês, leitores … Continuar lendo PDF grátis: “O Zen e a Arte da Escrita”, de Ray Bradbury

Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos

Em 2001, Ray Bradbury participou de um simpósio de escritores na PLNU (Universidade de Point Loma Nazarene- San Diego, Califórnia), deixando onze conselhos para escritores novatos. Ray Bradbury, aos 88 anos (junho 2009), para o NYT: “Eu não acredito em … Continuar lendo Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos

20 Possíveis Razões Para o Isolamento de Salinger, por Gerson de Almeida

J.D.Salinger Vinte Possíveis Razões Para o Isolamento de Salinger. Talvez…. 1. Tenha uma infância aparentemente normal, amor materno incondicional, uma relação morna com seu pai, seja de classe média e more num bairro em ascensão nos arredores de Manhattan no … Continuar lendo 20 Possíveis Razões Para o Isolamento de Salinger, por Gerson de Almeida

Resenha: “Brooklyn Follies”, Paul Auster

Esse foi o primeiro livro que li de Paul Auster (Nova Jersey, Estados Unidos, 1947), ele é romancista, poeta, roteirista e diretor de cinema. Foi marinheiro, viveu três anos na França, onde trabalhou como tradutor, ghost writer e caseiro numa fazenda. Desde 1974 mora em Nova York e dedica- se exclusivamente à literatura. Brooklyn follies, 2006 (Loucuras do Brooklyn): um homem de quase sessenta anos, recém- divorciado após um casamento de mais de 30 anos com Edith, aposentado, era corretor de seguros, muda- se para o bairro do Brooklyn, pois busca um lugar tranquilo para morrer.  É o seu bairro de infância, no … Continuar lendo Resenha: “Brooklyn Follies”, Paul Auster

Reyes Monforte e suas Marias: drama na vida real e na ficção

A viúva Reyes Monforte e justiça para Maria José Carrascosa A escritora espanhola Reyes Monforte (1973) ficou viúva ontem do popular ator espanhol Pepe Sancho, que faleceu aos 68 anos de câncer no pulmão. Reyes Monforte escreveu “Um burka por amor” (eu li na época do seu lançamento, em 2007, muito bom!), uma história comovente, violenta, real, o drama de Maria, uma espanhola que apaixonou- se por um homem do Afeganistão e padeceu horrores por esse amor. Maria entrou em contato com Reyes (que é jornalista) e a sua história virou livro e também um filme, veja (na íntegra, em … Continuar lendo Reyes Monforte e suas Marias: drama na vida real e na ficção

Visto aos portugueses que viajam aos EUA

A partir de hoje não só Portugal, mas também França, Alemanha, Suíça, Grã-Bretanha, Bélgica, Espanha, Singapura, Nova Zelândia, Japão e Austrália terão que pedir um visto pela internet antes de viajar aos Estados Unidos no site https://esta.cbp.dhs.gov. O mundo “globalizado” está em regresso, por causa da violência e terrorismo. Visto em Sapo Notícias. Continuar lendo Visto aos portugueses que viajam aos EUA

Le Clézio, Nobel de Literatura 2008

Barack Obama foi eleito presidente dos Estados Unidos,  em Barcelona foi feito o primeiro transplante de traquéia, Jean- Marie Gustave Le Clézio ganhou o Nobel de Literatura 2008, já saiu “A viagem do elefante, do Saramago, tudo isso  aconteceu em mais de dois meses sem aparecer por aqui. Da última vez que escrevi ainda era primavera, agora as árvores estão praticamente esqueléticas, quase inverno.

Continuar lendo “Le Clézio, Nobel de Literatura 2008”