Resenha: “O Buda dos subúrbios”, de Hanif Kureishi

Um dos melhores livros lidos este ano: “O Buda dos subúrbios”, obra clássica contemporânea do inglês Hanif Kureishi. Eu já li outros dois livros do autor “A última palavra” e “Intimidade”, sugiro que você coloque este autor na sua lista de leituras, ele é MUITO bom! Eu tive a oportunidade de estar pessoalmente com HanifContinuar lendo “Resenha: “O Buda dos subúrbios”, de Hanif Kureishi”

Escritura Criativa com Antônio Torres em Madri

Antônio Torres (Sátiro Dias, 1940) é o escritor da obra “Essa terra”, que está entre as cinco primeiras da minha lista de preferidas da literatura brasileira. Antônio Torres é simpático, acessível, mantém uma comunicação fluida com seus leitores, é um “cara” legal. Hoje eu o conheci pessoalmente em Madri numa master class sobre escritura criativa,Continuar lendo “Escritura Criativa com Antônio Torres em Madri”

Resenha: “A última palavra”, de Hanif Kureishi

O filósofo e escritor Hanif Kureishi (Londres, 05/12/1954), de pai paquistanês e mãe inglesa, ainda não é um autor muito conhecido no Brasil, mas foi editado no país,  “A última palavra”, pela Companhia das Letras, além dos livros citados abaixo. Coloquem esse autor na lista, ele é MUITO BOM! Essa foto é minha (2015). OContinuar lendo “Resenha: “A última palavra”, de Hanif Kureishi”

Os Natais de Fernando Pessoa

A ceia de Natal em Portugal chama- se “consoada”, de “consolar”. O prato principal, normalmente, é o bacalhau com ovos e couves regado com muito azeite de oliva. De sobremesa, o bolo rei e as rabanadas. Apesar dessa data ser feliz para muita gente por causa das reuniões familiares, dos comes e bebes, além daContinuar lendo “Os Natais de Fernando Pessoa”

Resenha: “Os vestígios do dia”, do Nobel Kazuo Ishiguro

Kazuo Ishiguro (Nagasaki, 08/11/1954), japonês, mas oficialmente é britânico, já que o Japão não admite dupla cidadania. Foi morar com os pais na Inglaterra quanto tinha cinco anos. É doutor em Escrita Criativa e ganhou o Nobel de Literatura nesse ano, uma escolha muito mais unânime que o anterior Bob Dylan. Ishiguro estreou como escritorContinuar lendo “Resenha: “Os vestígios do dia”, do Nobel Kazuo Ishiguro”

O nicaraguense Sergio Ramirez ganha importante prêmio literário na Espanha

Qual a primeira coisa que você lembra quando ouve “Nicarágua”? Guerra, fome, violência? Creio que para a maioria das pessoas, sim, infelizmente. A América Central, talvez, seja a mais complicada e desconhecida das Américas. Composta por sete países: a citada Nicarágua, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Panamá, El Salvador e Belice, países com belezas naturais exuberantes,Continuar lendo “O nicaraguense Sergio Ramirez ganha importante prêmio literário na Espanha”

Veja os finalistas do Prêmio Jabuti 2017

O Prêmio Jabuti já está na sua 59ª edição, é a mais importante premiação literária do Brasil. Dá prestígio, mas muito dinheiro não. O maior prêmio (bruto) é de 35 mil reais. Divulgaram os finalistas de 2017, são muitas categorias, vou listar abaixo só algumas,  mas você pode ler todas AQUI. Já temos listas de bonsContinuar lendo “Veja os finalistas do Prêmio Jabuti 2017”

Resenha: “O seminarista”, de Bernardo Guimarães #RevisitandoOsClássicos #1

“Crescent illae, et vos crescentis, amores” (“As árvores hão de crescer, e com elas haveis de crescer vós, meus amores” – Virgílio citado na p. 88) Aqui começa uma série: Revisitando os Clássicos Brasileiros. O que significa? São livros que eu já li há muito tempo e tenho vontade de reler. O tempo, a experiênciaContinuar lendo “Resenha: “O seminarista”, de Bernardo Guimarães #RevisitandoOsClássicos #1″

Onze livros para sorteio!

Na véspera da Páscoa, vamos animar o coreto?! Sorteio de 11 livros, já que só faltam 10 pessoas para atingirmos 11 mil curtidas no Facebook. Escolhi 11 livros da minha biblioteca para o sorteio: “O desejo de Kianda”, do angolano Pepetela, comprado em Lisboa. “Amar se aprende amando”, do brasileiro Mário de Andrade. “A poesiaContinuar lendo “Onze livros para sorteio!”