Os sapatos de lã

Ontem eu peguei a linha 146 de ônibus.  Na minha rua passa de seis em seis minutos e nos deixa no centro. Há restrições de tráfego de carros por causa da poluição e muita dificuldade para estacionar. Transporte público em Madri é uma excelente (e confortável!) escolha. Desci na Praça de Cibele (“Plaza de Cibeles”,Continuar lendo “Os sapatos de lã”

Você sabe o que significa “serendipity”?

O termo “serendipidade” vem do inglês “serendipity”. A palavra foi inventada pelo escritor britânico Horace Walpole (século XVIII), ela apareceu em um dos seus contos. O “serendipismo” acontece quando algo muito legal surge por acaso. Exemplo: um físico está estudando sobre a teoria de cordas e descobre um novo elemento químico, que não tem nada aContinuar lendo “Você sabe o que significa “serendipity”?”

Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos

Em 2001, Ray Bradbury participou de um simpósio de escritores na PLNU (Universidade de Point Loma Nazarene- San Diego, Califórnia), deixando onze conselhos para escritores novatos. Ray Bradbury, aos 88 anos (junho 2009), para o NYT: “Eu não acredito em escolas e universidades. Eu acredito em livrarias” Se você tem 15 ou 75 anos eContinuar lendo “Onze conselhos de Ray Bradbury para escritores novatos”

Sim, nós falamos de amor: II Oficina Falando em Literatura

Falar de amor em tempos de cólera é necessidade. É antídoto para a desesperança, para a dor. É o único caminho. Amor- próprio, amor ao outro, amor à família, amor à natureza, à literatura, à música, às artes, ao belo. A tudo que faz bem.  Amor sincero, verdadeiro, genuíno. O amor puro seja qual for,  nunca éContinuar lendo “Sim, nós falamos de amor: II Oficina Falando em Literatura”

Resultado da enquete: “Quem vai ganhar o Nobel de Literatura 2016”

Votaram 126 vezes na enquete: “Quem ganhará o Nobel de Literatura 2016?”. Parabéns aos sete que votaram em Bob Dylan! A pena é que não deixaram comentário no post, era obrigatório e a única forma de identificar a pessoa e seu voto. Veja os números: Resposta/ Votos/ Porcentagem Lygia Fagundes Telles (brasileira) 56- 31% AntónioContinuar lendo “Resultado da enquete: “Quem vai ganhar o Nobel de Literatura 2016””

Como escrever? O processo de escritura criativa

Como escrever? Por Rômulo Pessanha, colaborador Fiz- me essa pergunta e imaginei- me caminhando numa rua de um lugar desconhecido, mas desconhecido porque ficcional. Escrever é como imaginar que uma vida nova está se tornando uma realidade. A pergunta contém a resposta: como escrever? É o como escrever. Percorri então a rua: era eu, únicoContinuar lendo “Como escrever? O processo de escritura criativa”

Quer colaborar com o Falando em Literatura?

Tem vontade de publicar, mas não tem coragem? Nós te damos a oportunidade! Resenhas críticas, artigos de opinião, crônicas, notícias, tudo o que envolve o mundo da literatura, cinema e artes em geral, tudo é muito bem- vindo! Escreva para: falandoemliteratura@gmail.com e faça parte da nossa história!

Cepe lança a segunda edição do Prêmio Nacional de Literatura

Uma boa oportunidade para o ano que vem, vá preparando os seus textos! A Cepe (Companhia Editora de Pernambuco) nos enviou o texto da coletiva de imprensa (que publico na íntegra): Concurso distribuirá um prêmio total de R$ 80 mil Considerado um dos principais concursos literários do país, o Prêmio Nacional Cepe de Literatura teráContinuar lendo “Cepe lança a segunda edição do Prêmio Nacional de Literatura”

Concurso literario: “Migrantes: en busca de pan, refugio y libertad”

“Migrantes: en busca de pan, refugio y libertad” es el nombre del concurso de microrrelatos promovido por Amnistía Internacional. He sabido de este concurso en la Feria del Libro de Madrid, por intermedio de una pareja de voluntarios de Amnistía Internacional que intentaban recoger firmas para cambiar la ley de inmigración, pues “Las personas migrantes,Continuar lendo “Concurso literario: “Migrantes: en busca de pan, refugio y libertad””

Livrarias de Madri (3ª): “Pasajes”

A livraria internacional Pasajes (“Passagens”) é especializada em livros em outros idiomas, mas como sempre, o português é muito pouco privilegiado, uma estante pequena com uma maioria de escritores portugueses e três ou quatro livros de escritores brasileiros. Clarice Lispector, Nélida Piñón e Rubem Fonseca. Bons, mas tenho todos. Essa livraria foi fundada em 1999 eContinuar lendo “Livrarias de Madri (3ª): “Pasajes””