Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em “Cidade de Deus”, por Ísis Moraes

Você sabe o porquê do Brasil ser tão violento? O colonizador saiu do Brasil, mas a mentalidade da colônia permanece. Leia o irretocável e esclarecedor texto de Ísis Moraes:   Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em Cidade de Deus As margens da sociedade sempre reservaram aos seus inquilinos uma ampla galeria deContinuar lendo “Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em “Cidade de Deus”, por Ísis Moraes”

Resenha: “Memorial de Aires”, de Machado de Assis

Resenha de “Memorial de Aires”, de Machado de Assis.

PDF grátis: “História do negro brasileiro”, de Clóvis Moura

Um livro que serve como introdução para os estudos sobre os africanos no nosso país, da escravidão no Brasil até a sua “emancipação”.  A edição é essa: O piauiense Clóvis Moura, foi historiador, sociólogo, jornalista e professor, faleceu em 2003. Era comunista marxista e dedicou seus estudos ao negro no Brasil. Clica aqui e salvaContinuar lendo “PDF grátis: “História do negro brasileiro”, de Clóvis Moura”

Resenha: “Cada homem é uma raça”, Mia Couto

“-A minha raça sou eu mesmo. A pessoa é uma humanidade individual. Cada homem é uma raça, senhor polícia.” (Mia Couto) António Emílio Leite Couto, Mia Couto ( Beira, Sofala, Moçambique, 05/07/1955 ) é o escritor moçambicano mais traduzido e conhecido no mundo. Escritor de prosa e verso, com uma obra extensa, é formado em Biologia, estudou também Medicina,Continuar lendo “Resenha: “Cada homem é uma raça”, Mia Couto”