Sorteio de livros!

Ordenando as minhas estantes nesta semana, encontrei livros duplicados (e novos!) que sortearei para vocês. Os livros em questão são: “Gramática da Língua Portuguesa”, de Clara Amorim e Catarina Sousa, uma edição portuguesa, e “Contos de aprendiz”, de Carlos Drummond de Andrade, que é um clássico da literatura brasileira: Para participar basta seguir o FalandoContinuar lendo “Sorteio de livros!”

Onze livros para sorteio!

Na véspera da Páscoa, vamos animar o coreto?! Sorteio de 11 livros, já que só faltam 10 pessoas para atingirmos 11 mil curtidas no Facebook. Escolhi 11 livros da minha biblioteca para o sorteio: “O desejo de Kianda”, do angolano Pepetela, comprado em Lisboa. “Amar se aprende amando”, do brasileiro Mário de Andrade. “A poesiaContinuar lendo “Onze livros para sorteio!”

“A metade indivisível”, crônica do escritor português António Vilhena

Falar de amor parece fácil, mas é bem o contrário. Existe muita literatura a respeito, tanto em prosa quanto em verso, e às vezes, parece que pouco mais há para ser dito. Engano. O amor (ou o desamor) sempre será fonte de inspiração na literatura. Essa crônica do português António Manuel Vilhena (Beja, 14 de outubro de 1960), psicólogo eContinuar lendo ““A metade indivisível”, crônica do escritor português António Vilhena”

Canção do Exílio, de Gonçalves Dias

O escritor e professor Gonçalves Dias nasceu em 1823 na cidade de Caxias (Maranhão) e faleceu dentro do navio Ville de Boulogne nas costas do Maranhão em 1864. Ele voltava da Europa muito doente, mas não morreu disso, o navio naufragou já pertinho de casa. Filho de um português e uma brasileira cafusa (mistura de negroContinuar lendo “Canção do Exílio, de Gonçalves Dias”