Como eu vim parar na Espanha

Eu nunca pretendi sair do Brasil, mesmo com um pai estrangeiro. Depois do acidente (1996), o medo de viajar, ainda que de carro ou ônibus, impediam- me de conhecer o meu próprio país. Viagem internacional era impensável! No entanto, tudo mudou inesperadamente. Eu não acreditava em destino. Hoje, acredito que é impossível fugir do queContinuar lendo “Como eu vim parar na Espanha”

Resenha: “Nós que apagamos a lua”, de Alana Freitas

Esta é uma obra especial, porque tem uma carga afetiva intrínseca: ela foi escrita por uma colega da Universidade Estadual de Feira de Santana. Daquela menina juveníssima, a mais precoce da sala, recordo a alegria, o companherismo, as intervenções sempre inteligentes e do seu comprometimento com o mundo das Letras. Agora, já doutora das Letras,Continuar lendo “Resenha: “Nós que apagamos a lua”, de Alana Freitas”

Resenha: “Memorial de Aires”, de Machado de Assis

Resenha de “Memorial de Aires”, de Machado de Assis.

Vinte e quatro livros para 2018

Numa tentativa de ser mais disciplinada, listei vinte e quatro livros que eu tenho grande vontade de ler e resenhar neste ano que vai começar amanhã. Alguns deles não são nada populares no Brasil, inclusive nem têm edição brasileira, por isso mesmo o meu interesse. Vamos colocar no ar novidades e não livros mais queContinuar lendo “Vinte e quatro livros para 2018”

Curso prático de português de Portugal

Nasci no Brasil, mas também com a nacionalidade portuguesa por ser filha do meu pai. No entanto, só recentemente, fui fazer o passaporte luso. Aquele negócio brasileiro de deixar tudo para última hora. Vamos ao passaporte. Você pode fazer a marcação pela Internet no agendamento online. Tinha lá a opção “levantamento de passaporte eletrônico”. “DeveContinuar lendo “Curso prático de português de Portugal”

Turismo literário em Madrid com guias brasileiros

O Falando em Literatura agora também oferece guias- turísticos em Madrid. Os passeios literários consistem em visitas às casas- museus de escritores, às bibliotecas e livrarias mais famosas da cidade, Real Academia Española, Casa del Lector, além de cafés literários, feiras de livros (a depender da época), com opção de translado do hotel aos locais dos passeios.Continuar lendo “Turismo literário em Madrid com guias brasileiros”

Abertas as inscrições do Prêmio Off Flip

“Estão abertas as inscrições para o Prêmio Off Flip de Literatura, que oferecerá aos vencedores R$ 26 mil no total, além de estadia em Paraty durante a FLIP, passeio de escuna e cota de livros. Os textos serão avaliados por escritores de expressão no cenário literário brasileiro e os vencedores participarão de mesa de debateContinuar lendo “Abertas as inscrições do Prêmio Off Flip”

Resenha: Meu querido canibal/ Mi querido caníbal, de Antônio Torres

Bons livros são sempre excelentes companhias. Antônio Torres (Sátiro Dias, 13 de setembro de 1940) nos apresenta, com muita erudição, “Meu querido canibal” (na Espanha: “Mi querido canibal”), conhecimentos profundos sobre o Brasil em fase de colonização. Um livro perfeito para professores de literatura, artes e história fazerem um trabalho conjunto, excelente para ser dramatizado.Continuar lendo “Resenha: Meu querido canibal/ Mi querido caníbal, de Antônio Torres”

A cultura do café em Lisboa

Cafezinho por aqui é coisa tradicional. Achei esse texto do Estadão interessante, onde você (brasileiro) pode aprender todo o jargão luso do café: “Café etiquette” “Então você achava que podia apenas entrar e pedir um café? Quanta ingenuidade. Ok, você pode dizer ‘um café, por favor’, mas se prepare para uma pequena dose de umaContinuar lendo “A cultura do café em Lisboa”