Completa 25 anos a obra “O mundo de Sofia”

Quem disse que o leitor comum não gosta de filosofia?! O que prova o contrário é o sucesso que “O mundo de Sofia” vem fazendo há 25 anos. O escritor norueguês, Jostein Gaarder (Oslo, 08/08/19529, ficou conhecido no mundo todo por … Continuar lendo Completa 25 anos a obra “O mundo de Sofia”

5 de junho: aniversário de 118 anos de Federico García Lorca

Um dos maiores escritores da língua espanhola, Federico García Lorca (Fuentevaqueros, 05/06/1898 – Víznar, 19/08/1936), poeta e dramaturgo, completa hoje 118 anos de nascimento. Formado em Letras e Direito, mudou de Granada para Madri onde conheceu inúmeros intelectuais. Viajou para Nova York e … Continuar lendo 5 de junho: aniversário de 118 anos de Federico García Lorca

É nosso aniversário: oito anos falando sobre boa literatura!

Quem me avisou hoje foi o WordPress: Nesse mundo virtual tão volátil, onde tudo dura pouco, orgulho- me em celebrar 8 anos no ar! E sem apelação, sem best- sellers, sem mentiras, aqui realmente os livros são lidos, não lemos … Continuar lendo É nosso aniversário: oito anos falando sobre boa literatura!

Ziraldo completa hoje 81 anos

Hoje é o aniversário do criador do Menino Maluquinho, Ziraldo Alves Pinto (Caratinga, Minas Gerais, 24 de outubro de 1932) ele é escritor, desenhista e jornalista. Recentemente, Ziraldo passou por um susto na Feira do Livro de Frankfurt, quando passou mal por um problema cardíaco e sofreu uma cirurgia na Alemanha, recupera- se bem. Ziraldo, não podemos ficar sem o seu bom humor, volta logo e com muitos e muitos anos de vida e saúde! Caricatura de Ziraldo por Rice Araújo, homenagem feita no ano passado quando completou 80 anos, “cozinhando” as suas criações:  Um feliz aniversário, Ziraldo! Continuar lendo Ziraldo completa hoje 81 anos

Cinco anos do Falando em Literatura

O “Falando em Literatura” começou como auxiliar para os meus alunos de língua portuguesa na Espanha. Todos tinham acesso ao blog e faziam postagens livres sempre escritas em português. O blog chamava “A última flor do Lácio”, fazendo referência ao verso do poema “Língua Portuguesa”, de Olavo Bilac:      Última flor do Lácio, inculta e bela, És, a um tempo, esplendor e sepultura; Ouro nativo, que na ganga impura A bruta mina entre os cascalhos vela…   Amo-te assim, desconhecida e obscura, Tuba de alto clangor, lira singela, Que tens o trom e o silvo da procela E o … Continuar lendo Cinco anos do Falando em Literatura