A Real Academia Espanhola de Letras

A “Real Academia Española” fundada por Juan Manuel Fernández Pacheco y Zúñiga em 1713, fica num edifício bonito atrás do Museo del Prado em Madri. A Academia regula e edita o dicionário da língua espanhola. Hoje, inclusive, a comissão da Academia está em Burgos reunida … Continuar lendo A Real Academia Espanhola de Letras

Está chegando: 75ª Feira do Livro de Madrid (com uma “pitada” de desânimo)

Feiras de livros são oportunidades fantásticas para conhecer todos os tipos de autores, de todos os gêneros e lugares. A Feira do Livro de Madri, cidade onde moro, dura 22 dias e, normalmente, traz um país convidado. Esse ano: a … Continuar lendo Está chegando: 75ª Feira do Livro de Madrid (com uma “pitada” de desânimo)

Antônio Torres no “Afiando a Língua”, de Tony Bellotto

O escritor Antônio Torres (Bahia, 1940) foi entrevistado por Tony Belloto (São Paulo, 1960, grande titã!) junto com  o cantor e compositor Jards Macalé (Rio de Janeiro, 1943). O mestre Torres nos conta suas histórias, suas andanças pelo mundo, seus … Continuar lendo Antônio Torres no “Afiando a Língua”, de Tony Bellotto

Resenha: O Rinoceronte, de Eugène Ionesco (PDF grátis)

Psicose coletiva, senhor Dudard, psicose coletiva é o que isso é! É como a religião que é o ópio dos povos! (p. 42) Você sabe o que é o gênero dramático? Encenação de “O rinoceronte” no Teatro de Bolso, Portugal, … Continuar lendo Resenha: O Rinoceronte, de Eugène Ionesco (PDF grátis)

O poema “Instantes” não é de Borges

Há muitos anos vem sendo reproduzido o poema “Instantes” como do poeta argentino Jorge Luis Borges. Basta olhar alguma antologia do escritor para comprovar que esse poema não existe entre seus escritos. O poema “rola” pela Internet e até em … Continuar lendo O poema “Instantes” não é de Borges

Resenha: Para que serve a literatura?, de Antoine Compagnon

Um pouco de teoria. Todo estudante de Letras deveria ter esse livro, porque dá muitas noções básicas e essenciais sobre a teoria da literatura em poucas páginas, é o bê a bá da literatura. Talvez seja mais importante responder “Para que … Continuar lendo Resenha: Para que serve a literatura?, de Antoine Compagnon

Um passeio por Madri no Dia Internacional do Livro

Enquanto o Brasil ainda dorme, eu já fui dar um passeio por algumas livrarias de Madri nesse Dia de São Jorge. Leia como essa data passou a ser a festa do livro: você conhece a tradição espanhola de presentear flores e livros? Hoje é o dia. Todo dia é dia de leitura, mas hoje é especial. Serve para festejar, para comprar livros com descontos, presentear, agitar o mercado editorial, conhecer autores pessoalmente, pedir autógrafos, se inspirar, conhecer, ler mais ainda e pensar em literatura! Uma das minhas livrarias preferidas em Madri é a Casa del Libro da Calle Alcalá, 96. O … Continuar lendo Um passeio por Madri no Dia Internacional do Livro

“Seis propostas para o próximo milênio”, Ítalo Calvino

               Minhas reflexões sempre me levaram a considerar a literatura como universal, sem distinções de língua e caráter nacional, e a considerar o passado em função do futuro (…) (p. 9) O “próximo milênio” … Continuar lendo “Seis propostas para o próximo milênio”, Ítalo Calvino