Cheiro de Amor no Brazilian Day em Madri

Amanhã, domingo (25), acontecerá uma festa principalmente para os residentes brasileiros em Madrid, o Brazilian Day, no Parque de Aluche. A atração principal é a banda baiana “Cheiro de Amor”. A festa começa às 15:00 e vai até 00:30, além de música brasileira, também haverá comidas típicas. A entrada é grátis, mas quem quiser ficar na área vip, terá que pagar de 120 a 150 euros. Continuar lendo Cheiro de Amor no Brazilian Day em Madri

Livros

Composição: Caetano Veloso Tropeçavas nos astros desastrada Quase não tínhamos livros em casa E a cidade não tinha livraria Mas os livros que em nossa vida entraram São como a radiação de um corpo negro Apontando pra a expansão do Universo Porque a frase, o conceito, o enredo, o verso (E, sem dúvida, sobretudo o verso) É o que pode lançar mundos no mundo. Tropeçavas nos astros desastrada Sem saber que a ventura e a desventura Dessa estrada que vai do nada ao nada São livros e o luar contra a cultura. Os livros são objetos transcendentes Mas podemos amá-los … Continuar lendo Livros

Lô Borges, atemporal

Esses meninos mineiros e suas músicas maravilhosas. A geraçao Clube da Esquina (leia- se entre outros Milton Nascimento, Flávio Venturini e Beto Guedes)  levou poesia em forma de música para todo o Brasil,  mostrando desde a década de 70, que a música pode ser refinada, poética, metafórica, de bom gosto e cair no gosto popular. Lô Borges (o Salomao Borges Filho) com 35 anos de carreira, mais letra que voz, uma estrela da MPB mostrou- nos seu Universo Paralelo “que tudo pode virar cançao na curva de um rio”. E assim, “lá se vai mais um dia” com encanto e … Continuar lendo Lô Borges, atemporal

O melhor professor de língua portuguesa do mundo

Caetano Veloso. Dá uma olhada no blog dele, “Obra em processo“, uma alusão muito acertada ao lema da bandeira do Brasil: “Ordem e progresso”. “Enquanto os homens exercem seus podres poderes”; Caetano nos vai deixando obras- primas em forma de letras de música, “Trem das cores”: Só quem tem um conhecimento profundo da língua é que pode escrever preciosidades assim (alguma exceçao é pura casualidade). Continuar lendo O melhor professor de língua portuguesa do mundo

Música dos 80 (Brasil)

Eu continuo gostando de coisas que gostava quando tinha 12, 14 anos. Incrível como existem coisas que sao inexoráveis. Continuo gostando do rock brasileiro dos 80. Graças ao Youtube, posso rever e ouvir cantores e músicas que provavelmente nunca mais veria. Algumas bandas nao foram tao duradouras, algumas já acabaram, mas a obra fica: “Pros que estao em casa”, da banda Hojerizah: “Quadrinhos”, Picassos falsos: Continuar lendo Música dos 80 (Brasil)

Acervo de obras digitalizadas de domínio público

O site do governo brasileiro “Domínio público” é uma biblioteca virtual com e-books completamente gratuitos que vc pode copiar no seu computador. O acervo é muito rico e possui obras dos maiores escritores brasileiros  e estrangeiros falecidos há mais de 70 anos (de acordo com a lei de domínio público). Nao só livros, mas o site disponibiliza também arquivos de som e imagens, como música erudita brasileira e vídeos nos diversos ramos da ciência, letras e artes. Veja o site Domínio Público aqui. Continuar lendo Acervo de obras digitalizadas de domínio público

Qual a trilha sonora da sua vida?

Eu tive várias que me acompanharam durante as diferentes fases da minha vida: Da infância eu lembro de muitas músicas, em especial uma que o pai de um dos meus melhores amigos tocava no violão: “No woman no cry”, Bob Marley. No woman no cry. Eu adoro Bob Marley, adoro mesmo. Sempre ouvi, sempre gostei. Esteve presente em todas as fases da minha vida, lembro do Morro do São Paulo, da praia do Conde, Itacaré, São Paulo…O Bob é tudo de bom! Aos 13: Careless Whisper, George Michael, início de adolescência em São Paulo, época inesquecível com as minhas amigas … Continuar lendo Qual a trilha sonora da sua vida?

Amor de índio

Eu acho muito bonita essa música, “Amor de índio”, do Beto Guedes. Há vários intérpretes da cançao: Maria Bethania, Ana Carolina, Djavan, Milton Nascimento e uma das versoes que eu mais gosto é a do Djavan e Beto Guedes cantando juntos, mas como nao achei, deixo o vídeo do Milton cantando “Amor de índio”: Eu acho todos os versos lindos: Amor de Índio (Beto Guedes) Tudo que move é sagrado e remove as montanhas com todo cuidado, meu amor enquanto a chama arder todo dia te ver passar Tudo viver ao seu lado com o arco da promessa no azul … Continuar lendo Amor de índio

Paulo Coelho, 20 anos de “O alquimista”

Paulo Coelho é um escritor brasileiro, nascido no Rio de Janeiro em 1947, casado com Christina Oiticica, vive num pequeno povoado perto dos Pirineus franceses, num moinho antigo e reformado para virar uma residência. Antes de escrever livros, ele dedicava- … Continuar lendo Paulo Coelho, 20 anos de “O alquimista”