Resenha: “A República dos Sonhos”, de Nélida Piñón

– Cuidado, Eulália, desconfie das palavras. Elas tanto afirmam quanto desdizem. E isto por conta da nossa vaidade. ( p.14) Ler “A república dos sonhos” é ler uma vida inteira. É ler a saga de uma família, três gerações. É ler … Continuar lendo Resenha: “A República dos Sonhos”, de Nélida Piñón

Livros para ler nas férias

Verão na Europa, muito sol, praia e piscina. Entre as atividades aquáticas, vou de livro em livro. Trouxe comigo “A República dos Sonhos”, de Nélida Piñón, que eu tinha começado a ler no ano passado, deixei estacionado, porque acabei me … Continuar lendo Livros para ler nas férias

Leitura Além das Leituras: A Decepção Com Um Escritor

Leitura Além das Leituras: A Decepção Com Um Escritor Por Gerson de Almeida, colaborador. É no mínimo curioso – por que não, engraçado? – como alguns escritores enganam e conseguem enganar turbas de gente com suposto elevado letramento e outros … Continuar lendo Leitura Além das Leituras: A Decepção Com Um Escritor

5 de junho: aniversário de 118 anos de Federico García Lorca

Um dos maiores escritores da língua espanhola, Federico García Lorca (Fuentevaqueros, 05/06/1898 – Víznar, 19/08/1936), poeta e dramaturgo, completa hoje 118 anos de nascimento. Formado em Letras e Direito, mudou de Granada para Madri onde conheceu inúmeros intelectuais. Viajou para Nova York e … Continuar lendo 5 de junho: aniversário de 118 anos de Federico García Lorca

“O amor assim, cura tudo”, uma análise do conto”Substância”, de Guimarães Rosa

Por Rômulo Pessanha Essência O texto que segue é sobre um pouco de brincadeira e diversão sobre Substância, conto que integra Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa. Ah, o amor! Ai dessas claridades que nos deixam vislumbrar caminhos invisíveis. A … Continuar lendo “O amor assim, cura tudo”, uma análise do conto”Substância”, de Guimarães Rosa

Antonio Colinas ganha o Prêmio Rainha Sofía de Poesia Iberoamericana

O Prémio Reina Sofía de Poesia Iberoamericana é o maior prêmio de poesia de língua espanhola, mas que inclui também poetas que escrevem em língua portuguesa, inclusive foram premiados João Cabral, Nuno Júdice e Sophia de Mello. Esse ano levou o … Continuar lendo Antonio Colinas ganha o Prêmio Rainha Sofía de Poesia Iberoamericana

Está chegando: 75ª Feira do Livro de Madrid (com uma “pitada” de desânimo)

Feiras de livros são oportunidades fantásticas para conhecer todos os tipos de autores, de todos os gêneros e lugares. A Feira do Livro de Madri, cidade onde moro, dura 22 dias e, normalmente, traz um país convidado. Esse ano: a … Continuar lendo Está chegando: 75ª Feira do Livro de Madrid (com uma “pitada” de desânimo)

Resenha: A poesia da notícia, de Thiago David

Quem planta violência/ não colhe cidadão. (Thiago David) Um pouco de literatura brasileira contemporânea. Thiago David estreia com “A poesia da notícia”. Ele é um jovem poeta e compositor carioca nascido em 1987. É publicitário, mas não exerce, sonha em poder viver … Continuar lendo Resenha: A poesia da notícia, de Thiago David

Resenha: “Olhai os lírios do campo”, de Érico Veríssimo

De que serve construir arranha- céus se não há mais almas humanas para morar neles? (…) E quando o amor ao dinheiro, ao sucesso nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves … Continuar lendo Resenha: “Olhai os lírios do campo”, de Érico Veríssimo

Resenha: “Sobre a seleção natural”, de Charles Darwin

Sempre leia o original. Claro que você pode e deve ler ensaios, resenhas e estudos sobre, mas são opiniões, textos que já foram mastigados por outros. Você tem que mastigar também o texto original. A leitura influenciada pela opinião alheia … Continuar lendo Resenha: “Sobre a seleção natural”, de Charles Darwin

Resenha: “Dilmês o Idioma da Mulher Sapiens”, de Celso Arnaldo

Por Gerson de Almeida Tentei Rir… Acabei aos Prantos: Dilmês o Idioma da Mulher Sapiens (Do site: http://www.dilmes.com.br)         O título não é uma piada. Não mesmo. Comprei o livro Dilmês o Idioma da Mulher Sapiens (Celso Arnaldo Araujo. Record; … Continuar lendo Resenha: “Dilmês o Idioma da Mulher Sapiens”, de Celso Arnaldo

“Olhos nos olhos”, crônica de Ana Maria Machado

Estamos vivendo uma época insana,  pessoas  famosas, anônimas, influentes ou não, estão em pé de guerra para defender as suas ideias. Cadê a retórica, o bom papo, a lucidez? Essa crônica de Ana Maria Machado é bastante pertinente, nos convida … Continuar lendo “Olhos nos olhos”, crônica de Ana Maria Machado

Resenha II: Dom Quixote de La Mancha

A resenha era pra ser do capítulo I ao X, mas a edição de uma revista na Espanha arrebatou totalmente o meu tempo. Fica aqui um pouco da bio de Cervantes e a resenha até o capítulo II. Um pouco … Continuar lendo Resenha II: Dom Quixote de La Mancha

Resenha I- Dom Quixote de La Mancha

Dom Quixote de La Mancha começa bem curioso e engraçado. Uma série de protocolos da época, uma carta de Cervantes ao rei, uma do rei, carta do escrivão, de um licenciado em Letras que dá a sua palavra que as erratas … Continuar lendo Resenha I- Dom Quixote de La Mancha

Livro grátis: “As mulheres do Nazismo”, Wendy Lower

Para quem se interessa pelo tema do Holocausto, esse livro da americana Wendy Lower, que é consultora do Museu do Holocausto e estudiosa desse assunto, pode ser interessante. Lower conta a história das mulheres alemãs, professoras, enfermeiras, estudantes, secretárias, donas- … Continuar lendo Livro grátis: “As mulheres do Nazismo”, Wendy Lower

A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Sim! É isso mesmo: a culpa é de Nabokov. Quem leu seu livro com as Lições de Literatura Russa que promoveu em conferências e lecionou nos Estados Unidos, logo entenderá minha sanha momentânea. Eu, como você também, deve escorregar, costumo … Continuar lendo A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Sobre as traduções de “Ulisses”, de James Joyce

A tendência brasileira à “totemização” começou como uma febre. Febrezinha tratável, algo normal se tratando do país onde brotam mais celebridades do que bandos de refugiados em caminhões pela Europa. Com o passar do tempo tornou-se necessário um estudo patológico … Continuar lendo Sobre as traduções de “Ulisses”, de James Joyce

Colisões Bestiais (Particula)res, de Kátia Gerlach

Kátia Gerlach é uma carioca radicada em Nova York, estreou em 2009 com “Forrageiras de jade” , “Forasteiros” (2013) e este ano lançou Colisões Bestiais (Particula)res, livros de contos.  Surpreendeu muito, tanto positivamente, quanto negativamente, nesse livro com extremos tão marcados. Kátia … Continuar lendo Colisões Bestiais (Particula)res, de Kátia Gerlach