Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón

Está acontecendo um movimento literário mundial de leitura de textos e eu não quis ficar de fora. Escolhi para o primeiro #leituraemcasa do Falando em Literatura, um muito emocionante e forte (eu sempre choro quando leio): “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón. A leitura você pode ver no meu canal do YouTube, que estava semContinuar lendo “Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón”

Você já roubou um livro?

Eu nunca roubei um livro. Aliás, nunca roubei nada. Já fui roubada algumas vezes, isso sim. Quando eu tinha 11 anos , peguei uma caneta de quatro cores no escritório do meu tio e a levei comigo, “ele tem tantas, acho que não tem problema”. A caneta era linda, nunca tinha visto uma daquelas, eraContinuar lendo “Você já roubou um livro?”

Resenha: “O Buda dos subúrbios”, de Hanif Kureishi

Um dos melhores livros lidos este ano: “O Buda dos subúrbios”, obra clássica contemporânea do inglês Hanif Kureishi. Eu já li outros dois livros do autor “A última palavra” e “Intimidade”, sugiro que você coloque este autor na sua lista de leituras, ele é MUITO bom! Eu tive a oportunidade de estar pessoalmente com HanifContinuar lendo “Resenha: “O Buda dos subúrbios”, de Hanif Kureishi”

“A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade

  Morte do Leiteiro (Carlos Drummond de Andrade) Há pouco leite no país, é preciso entregá-lo cedo. Há muita sede no país, é preciso entregá-lo cedo. Há no país uma legenda, que ladrão se mata com tiro. Então o moço que é leiteiro de madrugada com sua lata sai correndo e distribuindo leite bom para genteContinuar lendo ““A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade”