Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón

Está acontecendo um movimento literário mundial de leitura de textos e eu não quis ficar de fora. Escolhi para o primeiro #leituraemcasa do Falando em Literatura, um muito emocionante e forte (eu sempre choro quando leio): “Estatuto do amor”, de … Continuar lendo Leitura: “Estatuto do amor”, de Nélida Piñón

Você já roubou um livro?

Eu nunca roubei um livro. Aliás, nunca roubei nada. Já fui roubada algumas vezes, isso sim. Quando eu tinha 11 anos , peguei uma caneta de quatro cores no escritório do meu tio e a levei comigo, “ele tem tantas, … Continuar lendo Você já roubou um livro?

Resenha: “O que não me sai da lembrança”, de Antonio Miranda

Esta obra viajou do Brasil até Madri com uma curiosidade: meu tio é personagem neste livro de crônicas do baiano Antonio Miranda Fernandes (Baixa Grande, 21/11/1946). Antonio é multifacetado: ator, músico, redator, produtor de TV, publicitário e também foi bancário … Continuar lendo Resenha: “O que não me sai da lembrança”, de Antonio Miranda

Resenha: Antologia do Negro Brasileiro, de Edison Carneiro

Este é um dos livros mais importantes da minha biblioteca. E um dos mais comoventes, desperta emoções boas e ruins. “A antologia do negro brasileiro”, organizado pelo escritor baiano Edison Carneiro (Salvador, 12/08/1912- Rio de Janeiro, 02/12/1972, ver biografia aqui), … Continuar lendo Resenha: Antologia do Negro Brasileiro, de Edison Carneiro

PDF grátis: “Paisagens sígnicas: uma reflexão sobre as artes visuais contemporâneas”

Um bom livro que reflete sobre as artes contemporâneas sob várias perspectivas: histórica, semiótica, filosófica, que serve como introdução às artes. Possui uma boa bibliografia para ajudar na sua pesquisa. A publicação é da Universidade Federal da Bahia. Então segue … Continuar lendo PDF grátis: “Paisagens sígnicas: uma reflexão sobre as artes visuais contemporâneas”

Resenha: “A cidade Sitiada”, de Clarice Lispector

Perder- se também é caminho (p.138) Na minha conversa diária com os escritores através de suas vivas literaturas, é onde encontro respostas para as minhas diversas inquietações. Há mais diálogo produtivo e interessante com os mortos, do que com os … Continuar lendo Resenha: “A cidade Sitiada”, de Clarice Lispector

Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em “Cidade de Deus”, por Ísis Moraes

Você sabe o porquê do Brasil ser tão violento? O colonizador saiu do Brasil, mas a mentalidade da colônia permanece. Leia o irretocável e esclarecedor texto de Ísis Moraes:   Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em Cidade … Continuar lendo Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em “Cidade de Deus”, por Ísis Moraes

“A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade

  Morte do Leiteiro (Carlos Drummond de Andrade) Há pouco leite no país, é preciso entregá-lo cedo. Há muita sede no país, é preciso entregá-lo cedo. Há no país uma legenda, que ladrão se mata com tiro. Então o moço que … Continuar lendo “A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade

Resenha: “Ciranda de pedra”, de Lygia Fagundes Telles

Tenho uma leve lembrança da novela “Ciranda de Pedra”, que passou na minha infância (1981), mas nada significativo em relação ao enredo, só lembro do rosto de Lucélia Santos; portanto, essa obra era como uma desconhecida para mim. Sei que … Continuar lendo Resenha: “Ciranda de pedra”, de Lygia Fagundes Telles

I Congresso Internacional Nélida Piñón em Salamanca (Espanha)

No ano em que a Universidade de Salamanca completa o seu oitavo centenário, (pense…800 anos!), será celebrado o “I Congresso Internacional Nélida Piñón na República dos Sonhos”. O Congresso tem a colaboração da Academia Brasileira de Letras e o “GIR … Continuar lendo I Congresso Internacional Nélida Piñón em Salamanca (Espanha)

O dia em que eu encontrei Nélida Piñón

Os hablo como una escritora al servicio de la memoria brasileña (…) (Nélida Piñón, in “La épica del corazón”) A minha vida é comum, mas, de vez em quando, acontece algo surpreendente. Há cinco dias recebi um convite pra lá … Continuar lendo O dia em que eu encontrei Nélida Piñón

Resenha: “O Cortiço”, de Aluísio de Azevedo #livroparavestibular #ENEM

“O Cortiço”, de Aluísio de Azevedo, é leitura obrigatória para quem vai fazer ENEM e vestibular no Brasil. Na lista da UNICAMP para 2018 e 2019, por exemplo, consta essa obra. Mas, fora essa obrigação escolar, recomendo esse livro para … Continuar lendo Resenha: “O Cortiço”, de Aluísio de Azevedo #livroparavestibular #ENEM

Lista de obras de leitura obrigatória  FUVEST 2018

Lista de obras de leitura obrigatória  FUVEST 2018 Nome do livro Autor Iracema José de Alencar Memórias Póstumas de Brás Cubas Machado de Assis O Cortiço Aluísio de Azevedo A cidade e as serras Eça de Queirós Vidas secas Graciliano … Continuar lendo Lista de obras de leitura obrigatória  FUVEST 2018

Resenha: “O seminarista”, de Bernardo Guimarães #RevisitandoOsClássicos #1

“Crescent illae, et vos crescentis, amores” (“As árvores hão de crescer, e com elas haveis de crescer vós, meus amores” – Virgílio citado na p. 88) Aqui começa uma série: Revisitando os Clássicos Brasileiros. O que significa? São livros que … Continuar lendo Resenha: “O seminarista”, de Bernardo Guimarães #RevisitandoOsClássicos #1

Como ler mais rápido?

O que te impede de ler? O que te impede de ler livros extensos? Se você é do tipo que pega o livro mais fininho da biblioteca ou livraria, e ainda assim, demora semanas ou até meses para terminar o livro…não sinta- … Continuar lendo Como ler mais rápido?

O brasileiro Raduan Nassar ganha Prêmio Camões 2016

O paulista Raduan Nassar (Pindorama, 27/11/1935) ganhou o Prêmio Camões 2016, o maior da nossa língua, já que engloba autores de todos os países lusófonos. A entrega do prêmio de 100 mil euros aconteceu em São Paulo ontem (sexta, 17/02), com a presença de autoridades brasileiras … Continuar lendo O brasileiro Raduan Nassar ganha Prêmio Camões 2016

Falando em Literatura…férias!

Devido à intensa atividade pessoal/profissional no ano de 2016 dessa blogueira que vos fala, não foram postadas todas as resenhas que eu pretendia para esse ano. Li muito, mas de forma desordenada, fragmentada, há vários rascunhos que pretendo terminar depois das férias. … Continuar lendo Falando em Literatura…férias!

O 7º encontro “Falando em Literatura…” em Madri

Poesia é voar fora da asa. (Manoel de Barros) Aconteceu na última quarta- feira, 07/12/2016, a sétima oficina “Falando em Literatura…”. A estrela foi o poeta Manoel de Barros, com sua poesia irretocável. O escritor faleceu em 2014, aos 97 … Continuar lendo O 7º encontro “Falando em Literatura…” em Madri