Dez anos e um adeus

Parece que tudo secou, todas as velhas vontades, os antigos suspiros e desejos. As coisas boas e ruins, ainda bem, um dia acabam. O fim é o destino de tudo. É preciso reinventar- se, destruir para reconstruir. As palavras fogem esbaforidas de mim, chegaram ao fim da linha e vão caindo no despenhadeiro do fimContinuar lendo “Dez anos e um adeus”

Resenha: “Ciranda de pedra”, de Lygia Fagundes Telles

Tenho uma leve lembrança da novela “Ciranda de Pedra”, que passou na minha infância (1981), mas nada significativo em relação ao enredo, só lembro do rosto de Lucélia Santos; portanto, essa obra era como uma desconhecida para mim. Sei que a novela da Globo foi um tremendo sucesso, foi reprisada e ganhou um remake emContinuar lendo “Resenha: “Ciranda de pedra”, de Lygia Fagundes Telles”

Fui maltratada no estande de Portugal na Feira do Livro de Madri!

Primeiro dia da Feira do Livro de Madri! A abertura da Feira contou com as presenças de várias autoridades espanholas e portuguesas, já que Portugal é o país homenageado este ano. Estavam a prefeita de Madri, Manuela Carmena, o presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Souza e os reis da Espanha Felipe e Letizía. FoiContinuar lendo “Fui maltratada no estande de Portugal na Feira do Livro de Madri!”

Como ler mais rápido?

O que te impede de ler? O que te impede de ler livros extensos? Se você é do tipo que pega o livro mais fininho da biblioteca ou livraria, e ainda assim, demora semanas ou até meses para terminar o livro…não sinta- se mal,  nem culpado! Você não está só, acontece com muita gente. Pior é desistir antes deContinuar lendo “Como ler mais rápido?”

A Real Academia Espanhola de Letras

A “Real Academia Española” fundada por Juan Manuel Fernández Pacheco y Zúñiga em 1713, fica num edifício bonito atrás do Museo del Prado em Madri. A Academia regula e edita o dicionário da língua espanhola. Hoje, inclusive, a comissão da Academia está em Burgos reunida para a  24ª edição do dicionário, que engloba todos os países hispano- falantes. A Academia nãoContinuar lendo “A Real Academia Espanhola de Letras”

Livros para ler nas férias

Verão na Europa, muito sol, praia e piscina. Entre as atividades aquáticas, vou de livro em livro. Trouxe comigo “A República dos Sonhos”, de Nélida Piñón, que eu tinha começado a ler no ano passado, deixei estacionado, porque acabei me envolvendo com outras coisas. Retomei e hoje finalizei as compactas 705 páginas. Esse é umContinuar lendo “Livros para ler nas férias”

Primeiro vídeo no Canal Falando em Literatura!

O poeta Alejandro Panés e sua máquina de escrever na Feira do Livro de Madri 2016. Ele escreveu um poema para o Falando em Literatura em apenas 3 minutos. Eu dei o tema: “Falando em literatura…literatura salva?”. O vídeo está sem editar. Falar a verdade, não tenho muita paciência, minhas tentativas de edição não ficaramContinuar lendo “Primeiro vídeo no Canal Falando em Literatura!”

Então é Natal!

O ano de 2015 não foi o meu melhor ano de leituras, nem em quantidade, nem em qualidade. O meu propósito para 2016 é terminar a leitura de “Dom Quixote”, sem isso não vou pegar outros livros. E bato o pé: Cervantes ou nada! Esse é o final de ano mais atarefado, acho, de todaContinuar lendo “Então é Natal!”

Entrevista com o poeta Lúcio Autran (filho de Autran Dourado)

Para quem ainda não sabe, eu escrevo uma coluna literária (também chamada “Falando em Literatura”) na revista BrazilcomZ (impressa) na Espanha e que também pode ser lida online nesse link aqui (veja). A matéria de capa é sobre um debate polêmico, a legalização da maconha no Brasil. Na Falando em Literatura desse mês de outubro saiu umaContinuar lendo “Entrevista com o poeta Lúcio Autran (filho de Autran Dourado)”