Livros para ler nas férias

Verão na Europa, muito sol, praia e piscina. Entre as atividades aquáticas, vou de livro em livro. Trouxe comigo “A República dos Sonhos”, de Nélida Piñón, que eu tinha começado a ler no ano passado, deixei estacionado, porque acabei me … Continuar lendo Livros para ler nas férias

A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Sim! É isso mesmo: a culpa é de Nabokov. Quem leu seu livro com as Lições de Literatura Russa que promoveu em conferências e lecionou nos Estados Unidos, logo entenderá minha sanha momentânea. Eu, como você também, deve escorregar, costumo … Continuar lendo A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Dostoiévski & X-MEN: ou como os desenhos podem ser instrutivos- por Gerson de Almeida

A série X-Men na telona serviu para algumas coisas: 1º) rasgar a camiseta do Hugh Jackman e mandar hordas de marmanjos às academias; 2º) desgraçar o cabelo da lindona Halle Berry e levar a mulherada a fazer cortes esquisitos; 3º) … Continuar lendo Dostoiévski & X-MEN: ou como os desenhos podem ser instrutivos- por Gerson de Almeida

Resenha: Uma criatura dócil, Fiódor Dostoiévski

…Enquanto ela estiver aqui, tudo vai bem: a cada instante chego perto para vê- la, mas que será de mim quando a levem amanhã e eu fique sozinho? (p. 15) Esse livro começa com uma nota do próprio Dostoievski explicando … Continuar lendo Resenha: Uma criatura dócil, Fiódor Dostoiévski

Os prejuízos da literatura ruim

Esse post surgiu de uma discussão desagradável com uma pessoa lá no meu perfil do Falando em Literatura no Facebook. Obrigada, valeu um post! Eu defendo literatura de qualidade, isso é inegociável. Literatura boa não tem que ser “difícil” nem “chata”, judiação com a nossa querida literatura e seus escritores quem pensa assim. Pode ter livro considerado muito bom que eu, você, qualquer pessoa, pode não gostar.  Você não é obrigado a gostar de tudo, mas mesmo assim, esses livros irão te acrescentar muito mais do que qualquer best- seller água-com- açúcar, enlatados e afins. Mas agora eu não vou … Continuar lendo Os prejuízos da literatura ruim

Resenha: Pobre gente, de Fiódor M. Dostoievski

Dostoievski (Moscou,11-11-1821/São Petesburgo, 09-02-1881) era engenheiro e militar, mas foi a literatura que o fez conhecido e o transformou em um dos maiores escritores mundiais. Foi preso, acusado por conspirar contra o governo russo, e na prisão, começou a desenvolver … Continuar lendo Resenha: Pobre gente, de Fiódor M. Dostoievski

Resenha: Crime e Castigo, de Fiódor M. Dostoiévski

(…) a compaixão, em nossos tempos, está proibida pela Ciência. (p. 23) Começo dando um conselho: não perca tempo. Não temos tempo para ler tudo o que gostaríamos durante a nossa vida, então comece pelos melhores, os clássicos como “Crime e … Continuar lendo Resenha: Crime e Castigo, de Fiódor M. Dostoiévski