O Falando em literatura vai mudar!

Porque mudanças são necessárias…livros sim, mas também imigração, opinião, lifestyle, viagens, e o que nos ocorrer. Feliz 2020!

Francisco Brennand, o Gaudí brasileiro

Pesquisando para o post sobre o Parque dos Poetas em Portugal, descobri o artista pernambucano Francisco Brennand e fiquei completamente fascinada. Descobri que existe uma semelhança de estilo com o Gaudí catalão (pelo menos eu acho!), o que criou a Sagrada Família em Barcelona. Os brasileiros cruzam o Atlântico para conhecer as obras de Gaudí,Continuar lendo “Francisco Brennand, o Gaudí brasileiro”

Manuel Bandeira e Drummond no Parque dos Poetas em Portugal

Alguns sonhadores pensaram que seria uma boa ideia criar um parque onde a poesia fosse a grande atração. E realmente foi uma excelente ideia! Alguns dos idealizadores do parque:  Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras (1985-1989), o poeta e escritor David Mourão-Ferreira e o escultor Francisco Simões. O Parque dos Poetas é grande, tem “22 hectaresContinuar lendo “Manuel Bandeira e Drummond no Parque dos Poetas em Portugal”

Passeando pelo “The British Museum” em Londres

Um dos melhores e maiores museus do mundo, o The British Museum em Londres, é gratuito. É impossível ver tudo em uma visita, é um museu para voltar várias vezes. Há coleções de todos os continentes e épocas. Vou contar um pouco sobre o que vi por lá: Antes de entrar há guardas revistando as bolsas. O hall deContinuar lendo “Passeando pelo “The British Museum” em Londres”

Todos os ângulos do Museu do Prado

O Museu do Prado em Madri, é um dos mais importantes museus de arte do mundo, recebeu mais de 3 milhões de visitantes em 2016. O Prado foi fundado em 1819, o atual diretor é Miguel Zugaza. No museu, acontecem várias atividades para estudantes, exposições temporárias, além das permanentes, cursos de arte, restauração, oficinas de desenho, cursosContinuar lendo “Todos os ângulos do Museu do Prado”

O que é Arte? O que é Literatura?

Eu vejo muita gente falando sobre literatura nas redes sociais, blogs, vlogs, páginas no Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat e afins. A maioria (dá para notar fácil) não lê o livro, pois é impossível, fisicamente, ler e resenhar um ou mais livros por dia como alguns querem nos fazer acreditar. Leitura, leitura…não. Não mesmo. O que euContinuar lendo “O que é Arte? O que é Literatura?”

Xícaras literárias da Vista Alegre, porcelana portuguesa

A fábrica portuguesa de porcelanas Vista Alegre é uma das mais famosas e prestigiosas do mundo. A fábrica (1920) fica na cidade de Ílhavo (Aveiro) e suas peças estão espalhadas pelo mundo todo, expostas em museus e usadas pela realeza. No entanto, essa plebeia, não resistiu e trouxe de Lisboa para o Falando em Literatura esse conjuntoContinuar lendo “Xícaras literárias da Vista Alegre, porcelana portuguesa”

“Eu me chamo Antônio”, um bom legado de 2013

A internet ajuda a lançar nomes na música e também na literatura. Surgiu em 2013 uma maneira criativa e inusitada de se fazer versos desenhados em guardanapos. “Antônio”, nome fictício de Pedro Gabriel (1982), nascido na África e radicado no Brasil desde os 12 anos é o responsável por essa revolução literária na internet. QuemContinuar lendo ““Eu me chamo Antônio”, um bom legado de 2013″

Sabes algo? Nunca deixei de te amar

A minha janela lateral amanheceu assim pintada de giz, que a primeira chuva (provavelmente) vai levar. Uma súplica, um pedido, um grito de desespero. Quem alguma vez não sentiu vontade de desenhar paredes? Todos somos/fomos meninos e meninas atrás do muro, mas que acabamos sendo espectadores da nossa própria dor. Sorte de quem consegue pularContinuar lendo “Sabes algo? Nunca deixei de te amar”

Eu não escrevo mais poemas

Sempre existe uma imagem para todos os nossos pensamentos: A menina no bosque, Vincent Van Gogh Eu não escrevo mais poemas, mas esse surgiu agora na minha cabeça, prontinho: A laranjeira A laranja tão ácida desprezei. Cerrei meus olhos de dor, Joguei as sementes no vento, que a terra ávida tragou. Caminhei para lugar nenhum,Continuar lendo “Eu não escrevo mais poemas”