Resenha: Becos da Memória, de Conceição Evaristo

A última resenha do ano! Aviso: este é um LIVRAÇO! Pode haver poesia na favela? Claro! O olhar de Conceição Evaristo (Belo Horizonte, 29/11/1946) não me deixa mentir. Há muita beleza triste, dolorida e comovente na favela. A sua prosa afiada, que acerta na forma e conteúdo, conta a realidade sem apelar ao dramatismo barato.Continuar lendo “Resenha: Becos da Memória, de Conceição Evaristo”

Resenha: Antologia do Negro Brasileiro, de Edison Carneiro

Este é um dos livros mais importantes da minha biblioteca. E um dos mais comoventes, desperta emoções boas e ruins. “A antologia do negro brasileiro”, organizado pelo escritor baiano Edison Carneiro (Salvador, 12/08/1912- Rio de Janeiro, 02/12/1972, ver biografia aqui), figura muito importante do ativismo afro- brasileiro, reuniu nesta obra textos históricos de figuras queContinuar lendo “Resenha: Antologia do Negro Brasileiro, de Edison Carneiro”

Resenha: “Cada homem é uma raça”, Mia Couto

“-A minha raça sou eu mesmo. A pessoa é uma humanidade individual. Cada homem é uma raça, senhor polícia.” (Mia Couto) António Emílio Leite Couto, Mia Couto ( Beira, Sofala, Moçambique, 05/07/1955 ) é o escritor moçambicano mais traduzido e conhecido no mundo. Escritor de prosa e verso, com uma obra extensa, é formado em Biologia, estudou também Medicina,Continuar lendo “Resenha: “Cada homem é uma raça”, Mia Couto”

Nova ortografia do português

Ainda nova para muita gente, as mudanças ortográficas costumam ser questionadas  em relação a sua utilidade e necessidade, devido às diferenças culturais dos países lusófonos: Em janeiro de 2011 completará 2 anos da implantação da nova ortografia. Modificou algo no seu quotidiano? Dúvidas, dificuldades, facilidades ou é como se nunca estivesse existido?

O novo acordo ortográfico em Portugal

No Brasil, a reforma ortográfica entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2009; o povo português mais hostil às mudanças,  será  obrigado a utilizar a nova maneira de escrever o português a  partir de 2010. Para muitos portugueses, a nova ortografia não é mais a língua portuguesa, e sim o brasileiro– dizem deContinuar lendo “O novo acordo ortográfico em Portugal”

Saramago no Brasil e a reforma ortográfica

José Saramago vai estar no Teatro Folha em São Paulo, na próxima sexta- feira, para uma entrevista (entradas esgotadas). Ele é defensor da nova reforma ortográfica da língua portuguesa, acredita que a diversidade enriquece o idioma. (Folha) Acredito que muitos literatos portugueses, a exceção de Saramago, estão mais em desacordo com a nova ortografia doContinuar lendo “Saramago no Brasil e a reforma ortográfica”

A nova ortografia do português

Já foi promulgada pelo presidente português Cavaco Silva, a nova ortografia da língua portuguesa, portanto, oficialmente já vale a nova maneira de escrever o português em Portugal, Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe (que já haviam assinado o acordo); falta Timor Leste que na altura da proposta ainda não era um estado soberano.Continuar lendo “A nova ortografia do português”

Bem- vindos!

Abaixo, o poema do brasileiro Olavo Bilac intitulado “Língua Portuguesa”, dele surgiu o endereço do blog: Última flor do Lácio, inculta e bela, És, a um tempo, esplendor e sepultura: Ouro nativo, que na ganga impura A bruta mina entre os cascalhos vela… Amo-te assim, desconhecida e obscura, Tuba de alto clangor, lira singela, QueContinuar lendo “Bem- vindos!”