A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

Sim! É isso mesmo: a culpa é de Nabokov. Quem leu seu livro com as Lições de Literatura Russa que promoveu em conferências e lecionou nos Estados Unidos, logo entenderá minha sanha momentânea. Eu, como você também, deve escorregar, costumo … Continuar lendo A culpa é de Nabokov (ou uma crítica da crítica)

O Arquipélago de Maisnardi

Diogo Mainardi é aquele que de tanto atazanar o governo d’O Chefe, Lula, (excelente atazanação, por sinal, feita como poucos, para não dizer: como ninguém mais soube fazer. Primeiro porque falta coragem; segundo porque a imprensa brasileira tem o rabo … Continuar lendo O Arquipélago de Maisnardi

Sobre as traduções de “Ulisses”, de James Joyce

A tendência brasileira à “totemização” começou como uma febre. Febrezinha tratável, algo normal se tratando do país onde brotam mais celebridades do que bandos de refugiados em caminhões pela Europa. Com o passar do tempo tornou-se necessário um estudo patológico … Continuar lendo Sobre as traduções de “Ulisses”, de James Joyce

Resenha: “O jogador”, de Fiódor Dostoiévski (COM PDF GRÁTIS)

O bom de escrever sobre os clássicos é que nós, leitores comuns, podemos escrever livres do preceitos e da pressão de dizer coisas interessantes, ou conseguir abordar coisas nunca antes abordadas (se isso for possível em relação aos clássicos, pois … Continuar lendo Resenha: “O jogador”, de Fiódor Dostoiévski (COM PDF GRÁTIS)

Onde estão os poetas?

Quando havia “Correio do Amor” no colégio – quando havia colégio, hoje existem centros de formação delinquente –, apareciam alguns poetas de opereta. Fui um deles. Espero não precisar avisar que copiei um soneto de Vinícius de Moraes (1913 – … Continuar lendo Onde estão os poetas?

Resenha: Marlon Brando – A face sombria da beleza

François Forestier escreveu, ao meu parco ver, um dos livros mais sensacionalistas dos últimos tempos: Marlon Brando – A Face Sombria da Beleza. Cadê a bibliografia? Há vasta bibliografia no final do livro. Porém, ainda assim, o sensacionalismo beira a … Continuar lendo Resenha: Marlon Brando – A face sombria da beleza

“Quarto de despejo”, de Carolina de Jesus- o Brasil de ontem e hoje

A escritora mineira Maria Carolina de Jesus (1914 – 1977)  “1 de Julho… Eu percebo que se este diário for publicado vai maguar muita gente. 18 de Julho… levantei as 7 horas. Alegre e contente. Depois veio o aborrecimentos. (…) … Continuar lendo “Quarto de despejo”, de Carolina de Jesus- o Brasil de ontem e hoje

Dostoiévski & X-MEN: ou como os desenhos podem ser instrutivos- por Gerson de Almeida

A série X-Men na telona serviu para algumas coisas: 1º) rasgar a camiseta do Hugh Jackman e mandar hordas de marmanjos às academias; 2º) desgraçar o cabelo da lindona Halle Berry e levar a mulherada a fazer cortes esquisitos; 3º) … Continuar lendo Dostoiévski & X-MEN: ou como os desenhos podem ser instrutivos- por Gerson de Almeida