Sentimental eu sou

Este post eu comecei a escrever nos dias de isolamento mais duros que tivemos na Espanha, 17 de março, e começou assim:

A Espanha está silenciosa e triste, mas eu não vim aqui falar de tristeza, nem de dados sobre o coronavírus, nem sobre formas de prevenção. Isto você deve olhar no site do governo do seu país. Eu vim falar de sentimentos.

Sentimento, esta coisa tão humana e desvalorizada, é o que nos faz ser o que somos. A sociedade criada tem vocação à racionalidade, aos números, à produtividade, só que as pessoas não são máquinas e podem acabar adoecendo.

Numa seleção para um emprego, os primeiros descartados são os sentimentais, mas nas tragédias, são os primeiros a entender a dor alheia e a tentar minimizá-las. São os que irão acolher, abraçar, preocupar- se com o seu bem- estar e te dizer que tudo vai passar. Os insensíveis não têm essa capacidade. Podem saber costurar uma ferida, mas podem deixar uma cicatriz profunda.

Sentimental, sensível, empático, há vários estudos sobre pessoas sensíveis, inclusive há uma sigla para elas “PAS” (pessoas altamente sensíveis). De cada cinco pessoas que nascem, só uma é altamente sensível.

Dizem também, que a sensibilidade é um dom, há um livro dedicado a isto chamado “O dom da sensibilidade” (link em espanhol).

Cuidado: ser sensível não significa ser triste ou pessimista. As pessoas sensíveis sentem com intensidade a beleza, o amor, a natureza, a alma e as virtudes positivas. E normalmente, são pessoas ligadas às Artes.

Há um leque enorme de opções e terapias, tradicionais e holísticas, para tratar as emoções, o que significa que há muita gente com problemas nesta área. As pessoas habitualmente cuidam do corpo, mas esquecem do interior, isso que nos move, o nosso motor.

Recentemente, eu conheci um cara incrível da Bahia, o Rafael Magnus, ficamos horas conversando sobre temas da alma e da mente. Ele é um estudioso e especialista em hipnoterapia, reikiano e tem mestrado em programação neurolinguística, áreas que me fascinam. Rafael no Instagram: @rmagnus.oficial

Se vocês quiserem, eu volto para contar algumas experiências incríveis que tive nessas áreas, especialmente com uma regressão e com o reiki. Eu tenho uma intuição muito forte e consegui detectar uma cadeia de acontecimentos e fatos distantes temporalmente, mas que estão conectados. Nada na vida é por acaso.

“Sentimental eu sou”, como cantou Altemar Dutra. Como você se define? É uma entre estas cinco pessoas sensíveis que nascem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.