Em quarentena: Dia Mundial do Livro

Hoje é o Dia Mundial do Livro, uma das minhas datas preferidas, mas estamos em prisão domiciliar em Madri. Sou a favor da quarentena, mas não nego que, confinada desde o dia 6 de março, já estou cansada. Cansada, principalmente, dos números. São altos e devastadores na Espanha. Assustam e encolhem o estômago. Também há preocupação pelo Brasil e Portugal, onde estão a família e amigos. Mas, a fé e a serenidade devem prevalecer. Também deixo os meus pêsames a todas as famílias afetadas e o desejo de pronta recuperação aos doentes.

Há diversas teorias de conspirações perfeitas para roteiros de ficção: guerra fria entre líderes do mundo, informações secretas, outros dizem que o vírus foi desenhado para eliminar quem não lhes convém ou ainda a indústria químico- farmacêutica que de tempos em tempos exige protagonismo, mostrando o quanto é essencial.

Quem era “super- potência” perdeu o status, já que diante da doença o dinheiro ficou minúsculo. Petróleo não vale nada, ações não valem nada, o vil metal, idem. O poder e o povo imersos na maior das vulnerabilidades, mas os pobres e indígenas, muito mais. Se puder, ajude quem estiver perto, não finja que não é contigo. O problema é de todos, é preciso solidariedade.

No mais, mantenham- se seguros. Uma forma ótima é entregar- se a um bom livro no sofá, na cama ou numa rede na segurança do seu lar.

Também tenho visto filmes. Um que não recomendo é “Milagre na cela 7”. Um amigo querido indicou- me junto com a recomendação: “prepare os lenços”. Não lhe faltou razão, acho que nunca chorei tanto com uma história, por isso não recomendo, não quero te fazer chorar. Mas o filme é muito bom.

A tradicional festa do livro de “Sant Jordi” (São Jorge), que começou na Catalunha, ficará para o ano que vem. A tradição é presentear livros e flores. Nada mais bonito. E que São Jorge guerreiro nos dê a força necessária para enfrentar esta batalha.

E para terminar mais leve, vamos brincar?! Eu escolhi trinta autores que eu gosto e coloquei as fotos numeradas. Como anda seu conhecimento literário? Deixe a lista com os nomes nos comentários. Quantos será que você irá acertar? Na próxima semana eu voltarei com a solução (não clica nas fotos, algumas têm os nomes):

Siga o Falando em Literatura no Instagram: @falandofernanda, inclusive lá fiz um “tour” pela minhas estantes hoje, o único passeio que podemos fazer.

#DiaInternacionaldoLivro #FalandoemLiteratura

Um comentário sobre “Em quarentena: Dia Mundial do Livro

  1. Solução:

    1. Nélida Piñón
    2. Joao Cabral de Melo Neto
    3. Clarice Lispector
    4. Marcel Proust
    5.João Guimarães Rosa
    6. Antônio Torres
    7. Carolina Maria de Jesus
    8. Conceiçao Evaristo
    9. Zygmunt Bauman
    10. James Joyce
    11.Manoel de Barros
    12. José Saramago
    13. Machado de Assis
    14. Albert Camus
    15. Ariano Suassuna
    16.Gabriel García Márquez
    17. Jean- Paul Sartre
    18. Joisten Gaarder
    19. Leon Tolstói
    20. Alana Freitas
    21. Hanif Kureishi
    22. Cecília Meireles
    23. Carlos Drummond de Andrade
    24. Fernando Pessoa
    25. Fiódor Dostoiévski
    26. Lima Barreto
    27. Cora Coralina
    28. Adélia Prado
    29.Lygia Fagundes Telles
    30. Ana Maria Machado

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.