Censura de livros no Brasil? Jamais!


Eu não aceito a censura de livros de qualquer tipo. E nem você deve aceitar, seja do partido ou religião que for. Os governantes ocasionais passam, a literatura não.

Imagina se aparecesse alguém e te proíbisse de ler a Bíblia…imaginou? Parece absurdo? Mas não é, isto já aconteceu e foi a própria igreja católica que proibiu em 1229. Esta mesma igreja que queimava pessoas em fogueiras, porque acreditavam em coisas diferentes que eles.

Literatura é uma expressão artística e também é o retrato do pensamento do nosso tempo e de outros. Não importa se a literatura é boa ou não, se acrescenta ou não, se fere nossas convicções ou não, a arte literária está acima disso tudo. O direito à expressão é um direito constitucional, que reporto abaixo, Artigo 5º:

 IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

Para quem não sabe, a Constituição é a lei maior de um país, está acima de todas as outras. Ela existe justamente para que correntes passageiras, tiranos de todas as espécies, não queiram agir com seu livre- arbítrio. Quando isto acontece é que surgem as ditaduras. A Constituição é para ser respeitada e aplicada para que haja união e igualdade entre todos. A nossa é um texto que foi escrito em 1988, depois da ditadura, para o bem comum.

A vítima da vez foi um quadrinho, um “comic” da Marvel, que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, mandou recolher da Bienal do Livro do Rio de Janeiro alegando “conteúdo sexual”, o que é não é correto, além de inconstitucional, arbitrário e um vexame! Saiu na imprensa do mundo todo. Inclusive, o Brasil anda sendo notícia por péssimos motivos, como os recentes incêndios no Amazonas, que já destruíram mais de 25 mil Km quadrados de mata, além da falta de educação e postura do presidente e a inimizade que anda cavando com dirigentes do mundo, prejudicando as relações internacionais, possíveis benefícios aos brasileiros e riscando a imagem do Brasil, colocando o nosso país em descrédito e sendo motivo de chacota mundial.

O problema não foi o beijo do casal da história de super- heróis (exato, só isto, um beijo), o problema é que foram dois homens. A homofobia.

Foi este o motivo da tentativa da retirada dos quadrinhos da Marvel

Os Vingadores fazem sucesso mundial, então, por que só no Brasil acontece este tipo de problema de intolerância? O fanatismo religioso, a podridão. Quanto mais podres, mais se escondem atrás das religiões. As pessoas podres (e pobres) de alma, de atitudes, fazem perversos julgamentos em relação ao outro, consideram- se superiores; isto, e mais a ignorância e a hipocrisia, resultam nesses seres odiosos. Vestem suas capas de bons moços e moças, ultra- moralistas, mas podres por dentro. Todos nós sabemos disto, inclusive eles mesmos.

Um beijo homossexual incomoda mais que crianças cheirando cola e dormindo na calçada, provoca mais repulsa que a corrupção, preocupa mais que o desemprego? Sim, os incomoda mais.

O homem já fez o diabo, e faz, em “nome de Deus”. Inclusive muitos desses templos são antros de absurdos. Procurem nas notícias, há casos infinitos, leia aqui, aqui e aqui. Para onde vai o dinheiro do dízimo? Não pague o dízimo, compre um livro e desempregue um inútil pastor; não doe esmola ao santo, alimente uma criança, um idoso. Não precisamos de religião. Se assim fosse, o Brasil seria um paraíso. Precisamos é de ética, de respeito ao próximo e honestidade. E que Deus nos ajude, porque as religiões são um fracasso absoluto. A liberdade religiosa também é constitucional. Só não devem ter a liberdade de mentir, roubar, assediar e fingirem- se de falsos messias…

As crianças precisam sim entender que existe gente que se apaixona por pessoas do mesmo sexo. Isto para elas é natural. A maldade e o preconceito são aprendidos, é cultural, criança não nasce preconceituosa. Conforme ela for crescendo com esta consciência de que existem muitas cores, o bullying acabaria nas escolas. E se um dia ela notar- se também homossexual, não haverá traumas nem dores desnecessárias sabendo que seus pais não a abominam. Porque o homossexualismo é inato, a pessoa nasce, ninguém torna- se gay de um dia para outro. A repressão não vai evitar nem solucionar, não existe “cura gay”, isto só faz aumentar a homofobia e o número de suicídios.

Nós estamos caminhando para o final de 2019 e é preciso fazer um esforço pessoal para se tornar uma pessoa melhor e derrubar a homofobia, o racismo, o machismo para um bem maior, o bem- estar social, já que estamos todos no mesmo barco, o Brasil é de todos e para todos.

Os homossexuais precisam sentir- se representados em livros, revistas, novelas, eles estão na sociedade e não devem esconder- se (embora o número de homicídios entre o coletivo indique o contrário, e com razão, por isto muitos ocultam- se).

Eu estou falando coisas tão óbvias, nao é? Mas o Brasil parece estar engatinhando no quesito Direitos Humanos.

O Youtuber Felipe Neto comprou todos os livros com temática LGBT da Bienal do Rio de Janeiro, antes da tentativa de apreensão comandada pelo prefeito da cidade. Os 14 mil exemplares foram encapados e distribuídos gratuitamente. Esta ação virou algo gigante, com repercussão mundial. A pressão fez com a ordem fosse derrubada:

“O desembargador Heleno Ribeiro Pereira Nunes, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), concedeu nesta sexta-feira, 6 uma liminar para impedir que a Prefeitura do Rio de Janeiro e a Secretaria Municipal de Ordem Pública do município apreendam obras de temática LGBTQ. A decisão do desembargador atende a um pedido do Sindicato Nacional dos Editores de Livros e impõe uma derrota à administração do prefeito Marcelo Crivella (PRB).

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta sexta-feira, 6, ao Estadão/Broadcast que não viu nada “de mais” no livro em quadrinhos Vingadores, a Cruzada das Crianças, criticado por Crivella por apresentar personagens homossexuais. Para o ministro, em pleno século 21 é preciso ter uma “visão tolerante” de mundo. ” (Exame)

Tais ações, tanto a dos juízes citados, quanto a de Felipe Neto, junto com todos os jornalistas, blogueiros, estudantes, youtubers, escritores, editores, livreiros, artistas, amantes dos livros e da democracia, nos mostrou que temos força e que não podemos ficar calados diante das injustiças. E não ficaremos. Aqui estaremos para gritar quando a injustiça sair da toca.

#censuranão

Anúncios

7 comentários

    • Comentou errado e mal sem ler o texto, como todo leitor de manchete faz. O que você chama de putaria? Literatura erótica? Pois, “putaria” não só pode, como deve! Já leu o clássico “Lolita” de Nabokov? Trata da obsessão de um homem de meia idade por uma menina de 12 anos, um pederasta. Ou “A casa da paixão”, de Nélida Piñon, uma obra- prima brasileira de uma escritora da ABL e premiada mundialmente, que escreveu sobre um pai atraído pela filha, incesto. Poderia te dar uma lista enorme de livros clássicos consagrados que tratam de temos erótico/sexuais. Tal como a própria vida. Hipócrita, vai ler!

      Curtir

  1. Tem livros que eu nem quero e nem aceito de presente – escolho conteúdo e autores. Minha estante só tem a nata da Literatura. Nem todos interessam. Ser escritor é entregar algo de bom e construtivo- não é profissão. Qulaquer ´pessoa que puder financiar seus livros, de qualquer estilo ou gênero, é escritor. Obrigada pela mensagem, mas eu escolho meus livros.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.