Existe muito livro de auto- ajuda e textos pela Internet dando lições sobre como ser feliz. Coisa que eu acho impossível, já que as pessoas são felizes (ou infelizes) de formas muito diferentes. Mas, sobre como ser infeliz ninguém fala. É tão óbvio como cavar a própria infelicidade, mas passa por alto. Hoje estava pensando nas coisas cotidianas que podem tornar as pessoas bastante infelizes sem perceberem; às vezes, entram por caminhos sinuosos e inecessários, apenas com pensamentos recorrentes, ações diárias e a percepção que têm sobre os demais. Eu comecei a escrever e saiu quarenta (e um) itens que devemos evitar a todo custo. Caramba, parece auto- ajuda, mas lá vai:

  1. Pense em todos, menos em você.
  2. Pense só em você, esqueça os demais.
  3. Mantenha relacionamentos que não deseja.
  4. Coloque doses diárias de pessimismo em tudo o que fizer.
  5. Conforme- se, não faça nada, fique parado assistindo TV ou Netflix.
  6. Escute todo mundo, menos o seu coração.
  7. Pense em futilidades e não cultive o seu mundo interior.
  8. Acredite em tudo o que os outros falam.
  9. Trabalhe em algo que detesta.
  10. Não trabalhe ou estude, não faça nada produtivo e que possa te sustentar no presente ou futuro.
  11. Tenha muito medo de errar.
  12. Tenha medos infundados e deixe que te dominem.
  13. Crucifique- se por suas falhas.
  14. Não aprenda nada novo.
  15. Viva no passado.
  16. Culpe os outros por tudo.
  17. Espere que outros façam tudo por você.
  18. Não assuma os seus erros.
  19. Seja invejoso.
  20. Nunca cante e dance.
  21. Viva isolado, seja bastante antissocial.
  22. Não viaje, não conheça outras culturas.
  23. Seja racista e preconceituoso.
  24. Coma muito e de tudo sem se preocupar com amanhã.
  25. Nunca faça revisões médicas.
  26. Viva na sujeira e desordem.
  27. Tenha muitos pensamentos derrotistas.
  28. Olhe a todos como se fossem inimigos.
  29. Seja desconfiado sempre.
  30. Dê muitas facadas pelas costas (cuidado, no sentido figurado!) e cuspa no prato que comeu.
  31. Economize sorrisos. Gargalhadas nem pensar.
  32. Seja perfeccionista e não tolere erros próprios e alheios.
  33. Cobranças são algo que incomodam bastante. Então, incomode muito a sua família, marido, esposa, mãe, pai, irmãos, filhos, com elas.
  34. Não tenha empatia nem solidariedade pela dor alheia, quanto mais frio, melhor.
  35. Julgue muito e, na dúvida, sempre condene.
  36. Nunca beije, muito menos abrace.
  37. Corra dos problemas alheios, vai que precisam de sua ajuda.
  38. Finja muito, nunca seja verdadeiro, nunca diga a verdade.
  39. O ódio é algo a ser cultivado, quanto mais odiar, mais infeliz será.
  40. Sempre queira algo em troca por tudo que fizer.
  41. Essa vai de lambuja: mande bastante indiretas no Facebook, nunca fale abertamente sobre o que te incomoda.

Se você conhecer alguém que se encaixa em dez itens pelo menos…xiiii….compartilha!

 

 

 

Anúncios

3 comentários »

  1. Gostei da proposta do texto e da lista!

    Conheço pessoas que não só seguem o passo 9, como também se vangloria disso. Enchem a boca para falar: “passei o dia todo trabalhando sem parar! Se fosse para eu me sentir bem isto não se chamaria trabalho.” E quem discordar deles é preguiçoso.

    Eu já repeti o passo 13, deixei de gostar de mim mesmo por causa disso. Hoje é difícil cometer este erro.
    O passo 15 é outro que muitos assumem com orgulho enquanto postam nas redes sociais com o celular de última geração.

    Hoje eu consigo evitar o passo 32.

    Ignoro quem faz o passo 41.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.