Vinte e quatro livros para 2018

Numa tentativa de ser mais disciplinada, listei vinte e quatro livros que eu tenho grande vontade de ler e resenhar neste ano que vai começar amanhã. Alguns deles não são nada populares no Brasil, inclusive nem têm edição brasileira, por isso mesmo o meu interesse. Vamos colocar no ar novidades e não livros mais queContinuar lendo “Vinte e quatro livros para 2018”

Era bruxa Clarice Lispector?

Um livro curioso me chamou bastante atenção e quero compartilhar com vocês: O segredo de Clarice Lispector, de Marcus Deminco. Sinopse: A verdade sobre Clarice Lispector que ninguém jamais contou. Mas afinal, por que a autora era conhecida como A Grande Bruxa da Literatura Brasileira? Que espécie de vínculo Clarice teria estabelecido com o universoContinuar lendo “Era bruxa Clarice Lispector?”

Trinta prazeres da leitura

A leitura de um livro pode proporcionar vários prazeres. Eu listei abaixo trinta dos meus:   Começar a leitura de um livro com aquela sensação de ter aberto a porta para um universo desconhecido. Visitar novas e velhas bibliotecas. Lembrar de uma leitura da infância. Fazer uma resenha (oral ou escrita) de um livro recémContinuar lendo “Trinta prazeres da leitura”

Os Natais de Fernando Pessoa

A ceia de Natal em Portugal chama- se “consoada”, de “consolar”. O prato principal, normalmente, é o bacalhau com ovos e couves regado com muito azeite de oliva. De sobremesa, o bolo rei e as rabanadas. Apesar dessa data ser feliz para muita gente por causa das reuniões familiares, dos comes e bebes, além daContinuar lendo “Os Natais de Fernando Pessoa”

O fim de ano do Falando em Literatura…

Claro que eu tinha que vir desejar um feliz Natal a todos que passaram pelo Falando em Literatura neste ano de 2017! Desejo, amigo e amiga, grandes esperanças para 2018 e muita tranquilidade, já que Paris não acaba nunca. Muitas viagens no ano que entra, mas não passe a camisa do marido, deixe que eleContinuar lendo “O fim de ano do Falando em Literatura…”

Manuel Bandeira e Drummond no Parque dos Poetas em Portugal

Alguns sonhadores pensaram que seria uma boa ideia criar um parque onde a poesia fosse a grande atração. E realmente foi uma excelente ideia! Alguns dos idealizadores do parque:  Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras (1985-1989), o poeta e escritor David Mourão-Ferreira e o escultor Francisco Simões. O Parque dos Poetas é grande, tem “22 hectaresContinuar lendo “Manuel Bandeira e Drummond no Parque dos Poetas em Portugal”

Fotos para ler: o mestre André Kertész

O fotógrafo André Kertész (Budapeste, Hungria, 1894- Nova York, 1985) foi um dos melhores fotógrafos que já existiu. Ele imigrou para Paris e depois para os Estados Unidos na época da grande guerra, ele era judeu. Serviu, e serve, de inspiração para muitos outros fotógrafos. Separei uma série de fotos, todas de leitores. André osContinuar lendo “Fotos para ler: o mestre André Kertész”

Curso prático de português de Portugal

Nasci no Brasil, mas também com a nacionalidade portuguesa por ser filha do meu pai. No entanto, só recentemente, fui fazer o passaporte luso. Aquele negócio brasileiro de deixar tudo para última hora. Vamos ao passaporte. Você pode fazer a marcação pela Internet no agendamento online. Tinha lá a opção “levantamento de passaporte eletrônico”. “DeveContinuar lendo “Curso prático de português de Portugal”

Universidade americana compra inventário de Gabo por $2,2 milhões

Gabriel García Márquez, escritor colombiano falecido em 2014 aos 87 anos, deixou um importante inventário com manuscritos/datilografados, fotos e textos inéditos. O espólio foi comprado pelo Harry Ramson Center, a biblioteca e museu da Universidade do Texas. A família embolsou 2,2 milhões de dólares com a venda. O incrível dessa notícia é que o RamsonContinuar lendo “Universidade americana compra inventário de Gabo por $2,2 milhões”

Biblioterapia: a cura pela literatura

A terapia literária consiste em desarrumar a linguagem a ponto que ela expresse nossos mais fundos desejos. (Manoel de Barros in Compêndio para uso dos pássaros) Todo mundo já sabe que a leitura salva da ignorância e da exclusão. No entanto, a utilização de livros como instrumento terapêutico, coadjuvantes ao tratamento de problemas físicos eContinuar lendo “Biblioterapia: a cura pela literatura”