Ao nosso querido amigo e colaborador Gerson de Almeida


...e para todos os filhos que perderam as suas mães. 

Descansa em paz, dona Ione Maria. A senhora: luz!

6eba05b9e7b8e29bd9d536bf98020774

A emenda e o soneto (Antônio Brasileiro)

1. O Soneto

Em meio a temporais, saibamos ser
a haste pequenina que se verga.
Pois uma coisa é certa: tudo acaba

E o céu ficará limpo como era.

2. A Emenda

Em meio a temporais, saibamos ser
a haste pequenina que se verga
Pois uma coisa é certa: tudo acaba.

Não só acaba como não acaba.

(Revista Hera, p. 191)


Meus pêsames, amigo! Força!






 

 

 

 

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s