Resenha: “A queda”, de Albert Camus

 “A queda” (1956), do francês Albert Camus, pegou- me logo por causa da primeira frase do livro: Posso oferecer- lhe os meus serviços, meu caro senhor, sem me tornar inoportuno? (p.7) Um livro que começa dessa forma para mim é irresistível. Aliás, esse tipo de livro é o que gosto: o que faz pensar, queContinuar lendo “Resenha: “A queda”, de Albert Camus”

Você sabe o que é “Borderline”?

“Borderline” é uma doença mental que muitas vezes é confundida com depressão ou síndrome bipolar.  A doença deixa a pessoa sempre no limite para o bem ou mal.  Acho interessante esse assunto e deixo aqui um release com uma dica de livro (ficção) que aborda o assunto: Nas fronteiras de Alice, livro escrito por MarceloContinuar lendo “Você sabe o que é “Borderline”?”

“O amor assim, cura tudo”, uma análise do conto”Substância”, de Guimarães Rosa

Por Rômulo Pessanha Essência O texto que segue é sobre um pouco de brincadeira e diversão sobre Substância, conto que integra Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa. Ah, o amor! Ai dessas claridades que nos deixam vislumbrar caminhos invisíveis. A pergunta essencial: você emitiu sua luz? Ou será quando toda luz que vem do altoContinuar lendo ““O amor assim, cura tudo”, uma análise do conto”Substância”, de Guimarães Rosa”

Antonio Colinas ganha o Prêmio Rainha Sofía de Poesia Iberoamericana

O Prémio Reina Sofía de Poesia Iberoamericana é o maior prêmio de poesia de língua espanhola, mas que inclui também poetas que escrevem em língua portuguesa, inclusive foram premiados João Cabral, Nuno Júdice e Sophia de Mello. Esse ano levou o poeta espanhol Antonio Colinas (León, 1946). Além de escrever poesia, ele também é narrador, ensaísta, tradutorContinuar lendo “Antonio Colinas ganha o Prêmio Rainha Sofía de Poesia Iberoamericana”

Análise da obra “Vidas secas”, de Graciliano Ramos

Por Rômulo Pessanha O fim Quando pensamos no tempo, nem lembramos que tudo no mundo parece ter uma tendência ao círculo. A circunferência nos recorda os aspectos cíclicos da vida presente em tudo e de como tudo se renova e se torna ainda assim, diferente. Lembra frase de pensador famoso, aquele que dizia que quemContinuar lendo “Análise da obra “Vidas secas”, de Graciliano Ramos”

Está chegando: 75ª Feira do Livro de Madrid (com uma “pitada” de desânimo)

Feiras de livros são oportunidades fantásticas para conhecer todos os tipos de autores, de todos os gêneros e lugares. A Feira do Livro de Madri, cidade onde moro, dura 22 dias e, normalmente, traz um país convidado. Esse ano: a França. Isso implica que teremos a oportunidade de conhecer autores franceses contemporâneos. Já contei queContinuar lendo “Está chegando: 75ª Feira do Livro de Madrid (com uma “pitada” de desânimo)”

A descoberta da vida, do amor em Clarice Lispector

Por Rômulo Pessanha Começo pelo começo que ninguém sabe quando começou. A busca pela origem da matéria que contém a vida é algo que nos causa medo e paixão, terror e medo, sensação de aventura e medo, tudo porque a origem da vida é como uma massa misteriosa, a vida não para de nascer aContinuar lendo “A descoberta da vida, do amor em Clarice Lispector”

Quer colaborar com o Falando em Literatura?

Tem vontade de publicar, mas não tem coragem? Nós te damos a oportunidade! Resenhas críticas, artigos de opinião, crônicas, notícias, tudo o que envolve o mundo da literatura, cinema e artes em geral, tudo é muito bem- vindo! Escreva para: falandoemliteratura@gmail.com e faça parte da nossa história!

Resenha: A poesia da notícia, de Thiago David

Quem planta violência/ não colhe cidadão. (Thiago David) Um pouco de literatura brasileira contemporânea. Thiago David estreia com “A poesia da notícia”. Ele é um jovem poeta e compositor carioca nascido em 1987. É publicitário, mas não exerce, sonha em poder viver só de literatura. Esse livro foi uma grata surpresa, principalmente por se tratar de poesia.Continuar lendo “Resenha: A poesia da notícia, de Thiago David”