Resenha de filme: “A família Bélier”


Essa é uma produção francesa, que conta a história de uma família: mãe, pai, filha mais velha e filho caçula. Vivem em um sítio no interior da França, fabricam queijo e depois vendem em uma feira. A moça tem 15 anos e leva uma vida típica de adolescente, exceto por uma coisa: ela serve de intérprete da linguagem de sinais para os seus pais e irmão, que são surdos- mudos. Ela é a única que fala e ouve na casa.

Leia o post completo lá no PalomitaZ, na Revista BrazilcomZ.

familia-2.superbanner

 

Anúncios

30ª Feria del Libro de Fuenlabrada 2015


La Feria del Libro de Fuenlabrada ( 22 Km de la ciudad de Madrid)  va por su 30ª edición y está en el Parque de la Fuente. Empieza hoy, 23 de mayo, hasta el 31 de mayo. Una Feria para ir calentando motores hasta la grand Feria de Madrid que empieza el 29 de mayo.

cartel

Vea la lista de autores que participan de la Feria:

Pablo Albo, Ricardo Alcántara, Ana Alcolea, Roberto Aliaga, Ana Alonso, Fernando Alonso, Juan Ramón Alonso, Manuel Luis Alonso, Carmen de la Bandera, Mar Benegas, Pep Bruno, Eliacer Cansino, Maite Carranza, Maita Cordero, Juan Farias Huanqui, César Fernández García, David Fernández Sifres, Ester García, Carmen García Iglesias, Carmen Gil, Ricardo Gómez, Alfredo Gómez Cerdá, Gusti, Mónica Gutiérrez, Joan Manuel Gisbert, Tesa González, Daniel Hernández Chambers, Rosa Huertas, Fernando Lalana, Xan López Domínguez, Concha López Narváez, José Antonio López Parreño, David Lozano, Pepe Maestro, César Mallorquí, Fernando Marías, Carmen Martín Anguita, Gustavo Martín Garzo, Juana Aurora Mayoral, Margarita del Mazo, Elvira Menéndez, Margarita Menéndez, Violeta Monreal, Gonzalo Moure, Daniel Nesquens, Rafael Ordóñez, José María Plaza, Carlos Puerto, Claudia Ranucci, Carlos Reviejo, Marta Rivera de la Cruz, Antonia Ródenas, Antonio Rodríguez Almodóvar, Ana María Romero Yebra, Paz Rodero, Mónica Rodríguez, Julio Cesar Romano, Antonio Rubio, Rafael Salmerón, Paloma Sánchez Ibarzábal, Ignacio Sanz, Adolfo Serra, Lorenzo Silva, Carmela Trujillo, Emilio Urberuaga, Raúl Vacas, Mikel Valverde, Luisa Villar Liébana, Javier Zabala, Pablo Zapata, Patxi Zubizarreta.

fuenla

Una lluvia de libros, y además, cuentacuentos, talleres y teatro es lo que podemos ver en esta feria. Mañana, 24 de mayo, domingo, 18:00 h,  habrá una charla con la escritora Cristina Barrientos con su obra “La noche en que tú mueras”.

Barrientos

Sinopsis Las protagonistas son dos mujeres de muy diferente edad unidas por la amistad. Ambas han tenido que afrontar la convivencia con sus maridos sufriendo malos tratos, tanto psicológicos como físicos. Las conversaciones que tienen por teléfono por las noches, cuando sus maridos duermen, propician el desarrollo de una trama imprevisible.

Es una obra de dolor y sufrimiento a lo largo de toda una vida, pero también es la historia de un gran amor imposible.

“Dicen que el tiempo lo cura todo. Y es verdad. Porque solo hay dos cosas que lo curen todo: el tiempo o la alegría.”

“La última vez que le dije a Esteban que me sentía muerta se puso tan nervioso que me dio un bofetón. Así que ya no se lo digo nunca, para que no se ponga nervioso.”

Cristina Barrientos Moro, sevillana de nacimiento (1977) y madrileña de sentimiento, comenzó estudios de Filología Clásica en la Universidad Complutense de Madrid, y de Turismo en la E.U. de Relaciones Laborales y Turismo de Segovia. Está titulada por la Universidad de Alcalá y el Instituto Profesional de la Salud en la Asistencia a Personas Mayores y Dependientes. Actualmente trabaja como gerocultora en residencias geriátricas. En el año 2003 se publicó su poemario Pensando en azul. Es también autora de la obra teatral Mi vida cambia. (Editoral Drakul)


Destaque también para la escritora Ángeles Caso, autora del estupendo “Contra el viento” (lo tenemos firmado y reseñado en portugués) y que hablará de su ultima obra “Donde se alzan los tronos- La historia de una mujer que quiso ser rey”, el 26 de mayo, martes, 19:30 h.:
9788408021346
Cuando Carlos II, el Hechizado, muere sin descendencia, afloran infinidad de pretendientes al trono de España. Tras una serie de conspiraciones e intrigas palaciegas, se impone como nuevo rey el duque de Anjou, nieto del rey Sol, que llevará el nombre de Felipe V. Una magnífica historia de vanidad, ambición, codazos en la corte, alianzas y conspiraciones.

Hoy, sábado, a las 18:30, tenemos recital de poesia en gallego y portugués!

O Roibén: poesía en gallego y portugués desde Madrid” Lastura Ediciones. 11270376_1009659715713794_1155468494443383691_o

 Por Xavier Frías Conde (profesor de Filología Gallega y Portuguesa de la UNED) y el poeta Rafael Yáñez. Con la participación de varios autores de los libros “Fisterras” y “Esferografías” así como de otros libros bilingües publicados por la editorial.


 ¿Nos vemos en la Feria? Vea toda la programación aqui.

10 escritoras que participarão da Feira do Livro de Madrid 2015


Existe uma avalanche de oportunistas na Espanha, escritores de ocasião, gente da mídia, que aproveita a sua popularidade para vender livros. Para selecionar as dez escritoras abaixo, tive que passar por dezenas deles. Uma sensação estranha de invasão, de desrespeito à arte literária. Escrevi essa outra lista (clique) de escritores- estrelas, há mulheres, que não repeti nessa nova lista. Das selecionadas, as mais interessantes para o meu gosto são as escritoras nº1 e 2, veja:

1. A espanhola Mercedes Vega (Madri, 1960) é socióloga e cientista política. Romancista, escreveu “O professor de inglês” e seu último livro “Quando estávamos vivos”, narrativa de época que conta uma história de amor antes da guerra civil espanhola.

10403176_653731981426604_2926866869798081154_n

2. A chilena Carla Guelfenbein (Santiago, 1959) formada em Biologia na Inglaterra,  ganhou o Prêmio Alfaguara  2015 (130 mil euros) com o romance “Contigo na distância”, inspirado na nossa ilustre Clarice Lispector. A história foi a  escolhida entre 707 manuscritos. Esse livro eu quero!

principal-carla-guelfenbein_grande

3. A argentina Agustina Guerrero, radicada na Espanha,  é desenhista e criou um romance gráfico (um livro em quadrinhos) chamado “Diário de uma volátil”, que parece muito interessante.

ilustradora-Agustina-Guerrero-cotidianidad-Diario_TINIMA20140330_0102_5

4. A espanhola Emilia Luna Martín (Emy Luna) é professora, radialista e contista premiada. Seu livro é “Olhos de menina sobre o estreito”.

30988_425930744127271_226229664_n

5. A peruano- canadense Gloria Macher também virá à Madri apresentar seu último livro ambientado no Peru “Minha rainha”. Ela escreveu também “As artérias de Dom Fernando”.

130726_fe1dp_gloria_sn635

6. A espanhola Susana Pérez de Pablo (Cuenca 1965, Sue Pérez) é jornalista e chefe de Ciências e Tecnologia do El País, também especialista em Educação. Curiosamente, seu livro não tem nada a ver com isso: escreveu um livro de receitas de pães junto com seu marido Jesús Cerezo, “Pan Con Webos Fritos”.

_MG_5475

7. A espanhola Dolores Redondo (San Sebastián, 1969) estudou Direito e é especialista em livros de suspense/terror. Sua última obra: “Oferenda à tempestade”.

Dolores-Redondo

8. A americana Laura Rojas Marcos (Nova York, 1970) residente na Espanha desde 1978, é psicóloga e escreve livros, digamos, de auto- ajuda. Seu último,  “A família”, fala das relações tóxicas entre familiares e como mudar isso. Ela também escreveu um livro “Sentimento de culpa”. Esses livros não têm valor artístico, mas em determinados momentos podem ajudar pessoas que passam por dificuldades.

-qR5IV4G

9. A espanhola Nieves Concostrina (Madri, 1961) é jornalista (um predomínio notável dos escritores que têm essa profissão) já escreveu sete livros, o último, “Antonia”, ambientado em Madri de 1930.

2010_11_23_No_23-La+periodista+y+escritora+Nieves+Concostrina

10. A espanhola Aloña Fernández Larrechi também é jornalista. Ela escreveu um guia interessante sobre os lugares que aparecem nas séries ambientadas na Big Apple, “Nova York em séries”, ou seja, Aloña é especialista em séries americanas. Ela trabalha em programas de rádio falando sobre esse assunto.

31


Peneirando e ainda assim passaram algumas que não são escritoras literárias, literatura arte, digo. Tenho que pensar sobre o assunto. Não sei, às vezes tenho a impressão que a ficção está morrendo e a poesia, principalmente, está em seus últimos suspiros. Uffff…

Aqui você pode consultar horários e stands para os autógrafos.

Dez escritores que participarão da Feira do Livro de Madri 2015


Preparando a barraca para acampar nos 14 dias da Feira do Livro de Madri. Vamos?! Com exagero e tudo, são os dias para aproveitar e conhecer pessoalmente autores que admiramos e também conhecer os novos; muita gente zanzando pelos 368 stands (ou mais) com editoras, livrarias, distribuidoras, representantes de universidades, do governo, etc. O Falando em Literatura estará na Feira registrando tudo e contando as novidades. Veja alguns autores que estarão presentes na Feira, selecionei alguns interessantes, a lista ainda está sendo atualizada no site da Feira:

1. O britânico Edward Rutherfurd  (Salisbury, 1948), seu último livro chama- se “Paris”. Esse autor é especializado em romances históricos, costuma colocar como título só o nome da cidade em questão. Ele já falou de Londres e Nova York, por exemplo. Quero!

Edward-Rutherfurd-considera-historiasEnric-Catala_EDIIMA20131115_0629_14(Foto: http://www.eldiario.es)

2. O espanhol Javier Cercas  (Cáceres, 1962). Além de escritor premiado, é professor, colunista do “El País” e tradutor. Seu último livro: “O impostor”. Quero!

Javier-Cercas-Espana-explotar-idioma_EDIIMA20141020_0010_4

(foto: El Diario)

3. O jovem suíço Joël Dicker (Genebra, 16/06/1985) começou a publicar aos 20 anos e ganhando prêmios. Precoce. Seu livro “A verdade sobre o caso Harry Quebert”, foi escolhido como o melhor do ano pelos leitores do El País. Seu último livro é “Os últimos dias dos nossos pais”. Parece que o menino escreve bem, mas se não escrevesse a gente ia do mesmo jeito, já que ele é conhecido como o top model da literatura, vale a pena o passeio….hahaha! Bonito e culto? Esse stand vai estar cheio.

joc3abl

4. A espanhola Clara Janés (Barcelona, 1940) formada em Letras, é poeta e tradutora, membro da Real Academia Espanhola. Essa é uma das grandes da Espanha, premiada e com uma obra vasta. Seu último livro: “Guardar a casa e fechar a boca”. Quero!

1319220404_0

6. O espanhol Javier Marías (Madri, 20/09/1951) é escritor, professor, tradutor, editor e membro da Real Academia Espanhola, considerado um dos melhores escritores contemporâneos da Europa. Seu último livro “Así empieza lo malo” (“Assim começa o ruim”, livre tradução).

Javier-Marias-biblioteca-Efe_EDIIMA20121213_0068_4

7. O espanhol Arturo Pérez- Reverte (Cartagena, 25/11/1951)  é uma das estrelas da Feira. Escritor, jornalista e membro da Real Academia Espanhola. Além de ter uma obra literária importante, é muito ativo nas redes sociais, as filas para os autógrafos no seu stand sempre são quilométricas. Seu último livro “Homens bons” (2015, esse eu já tenho) teve quatro edições logo no primeiro mês de lançamento. É um dos campões de vendas na Espanha.

314571_10151224549383208_1443049089_n

8. O espanhol Javier Reverte (Madri, 1944) que não é irmão de Pérez- Reverte (citado acima), mas sim do também escritor Jorge Martinez Reverte, é filósofo, jornalista e um viajante, sua obra é de viagens. Seu último livro “O outono romano”, dizem que é uma verdadeira declaração de amor à Roma.

OBJ2083146_1--644x362

9. A italiana Valentina Giambanco, mora em Londres e fez um enorme sucesso com seu primeiro livro “13 dias”, um romance policial que foi traduzido em dez países. Ela trabalha com cinema, na produção de filmes famosos como “Quatro casamentos e um funeral”.

valentina-giambanco-intervista-171216_L

10. O brasileiro Nailor Marques, professor, palestrante e escritor. Ele é especialista em Machado de Assis, participou do Programa do Jô (veja o vídeo). Sua obra consta de livros sobre Educação, motivação empresarial e vem na Feira para lançar uma obra infantil em espanhol: “Hoy no hay palomitas” (“Hoje não tem pipocas”).

5107_nailor_marques


Vou dar nota a todos, vamos ver o mais simpático/ antipático. Começa no dia  29 de maio e vai até o dia 14 de junho no Parque del Retiro, Madri.

4. Livrarias de Madri: “El Corte Inglés” da Praça do Sol


Essa livraria é de fácil acesso para o turista que chega na cidade de Madri. Ela fica situada na Plaza del Sol, com entrada lateral pela Calle de Preciados, no coração da cidade.

11143561_452988694856696_2029549398262381001_n

A Plaza del Sol com a estátua de Carlos III e ao fundo o edifício da Real Casa de Correos.
11011090_452988158190083_5216216507123890260_n

 Uma das poucas livrarias em Madri com letreiro também em inglês. Os espanhóis são muito conservadores quanto ao seu idioma, tentam evitar os anglicismos.

11051998_452988874856678_7158667293056365750_n

A entrada na esquina entre Calle de Preciados e a Plaza del Sol.

11059859_452988711523361_1751331855667948714_n

A livraria escolheu um prédio muito especial, um que recebeu o ilustre escritor argentino, Jorge Luis Borges (Buenos Aires, 24/08/1899 – Genebra, 14/06/1986), um dos mais importantes escritores do século XX. Nesse edifício funciona ainda o Hostal Americano, melhor localização impossível, com preços bons. Fica a dica de hospedagem em Madri. Foi nessa pensão em 1920, que Borges começou a escrever os seus poemas ultraístas. O Ultraísmo foi um movimento literário de vanguarda na Espanha e Argentina (principalmente nesse último) que era contrário ao Irracionalismo da Geração de 98 na Espanha e ao Modernismo. Eu sonho com uma placa dessas na entrada do meu edifício: “Aqui morou a escritora brasileira Fernanda Sampaio Carneiro Jiménez”. Sonhar ainda é grátis! Deixo aqui para a posteridade esse meu sonho, se um dia acontecer (já não estarei mais aqui), fica o registro….kkkkkkkk11061183_452988444856721_4394047631093596962_nUm dos corredores no térreo da livraria que guarda os livros clássicos.

11119127_452988521523380_316653948848671498_nNo subsolo. Fácil de “se perder” por aí e esquecer do tempo.

11209426_452988051523427_7375559508085660837_n

 A visão quando descemos do primeiro andar. A livraria está distribuída em três andares, térreo, primeiro e subsolo. O acervo é rico, encontrei muitas traduções de escritores brasileiros, originais em língua portuguesa não há.

11235431_452988594856706_8378898838472343461_n

Logo na entrada da livraria, pela porta que dá para a praça. Esse cantinho simpático, charmoso.

11260836_452988214856744_7033544051650718283_n

No subsolo, destaque para a escritora americana Amy Tan, que conheci pessoalmente no último 23 de abril, quando esteve na cidade para o Dia Internacional do Livro.

11262236_455523361269896_5767815368032347730_n

Olha o que encontrei! O nosso saudoso imortal Lêdo Ivo. Tinha outros títulos também.11268969_452988728190026_802147643095454341_n
A  visão geral do edifício com a mítica placa do “Tío Pepe”, a marca de um azeite-de-oliva da Andaluzia que ficava no alto de outro prédio na praça, mas foi retirada, porque o imóvel foi vendido para a gigante Mac americana, que pretende abrir uma mega loja no local.

Essa livraria só não vai levar uma nota dez, porque não tem livros em português. Recomendo!

Feria del libro de Madrid 2015


Este es el primer post en español dirigido al lector hispanohablante. “Falando em Literatura” (“Hablando en Literatura”) es un blog de una brasileña que vive en España, pero escrito en portugués. Una espinilla clavada que tenía, esto de no dirigirme al publico del país a lo que vivo desde hace 13 años. A tontear mucho con la RAE y empezamos!

El grand evento literario del año en Madrid, esta por empezar el próximo 29 de mayo: la Feria del Libro de Madrid. Ya se puede consultar el listado de firmas, todavía sendo atualizado por los expositores.

1431170748_381107_1431170800_noticia_normal

El cartel de la Feria 2015, obra de Fernando Vicente, con el tema “El amor está en lo que tendemos/ (puentes, palabras)”, versos de uno de los poemas del poemario ‘Breve Son’,  de José Ángel Valente, un recuerdo por el 15º aniversario de su fallecimiento.

Por el momento, de nombres conocidos, he visto los televisivos Fernando Sanchez Dragó, Lucía Etxebarría, Pilar Cernuda y Pilar Eyre; el habitual Blue Jeans; los internacionales Maryse Renaud, escritora francesa de origen martiniqués y Dumea Iosif, un cura rumano; el polémico periodista Hermann Tertsch y también la escritora de ocasión Martina Klein con su libro infantil “¡Zasca!”.  Modelos, tertulianos, curas…a ver si actualizan la lista y sale algún escritor de literatura de la buena.

Ah, y un brasileño! Nailor Marques Junior es profesor de literatura, viene lanzar en España un libro  infantil “Hoy no hay palomitas”. Su obra es mayormente sobre Educación y motivación empresarial. Vea su participación en un importante late night en Brasil presentado por Jô Soares (humorista y escritor):


Horarios: 74º FERIA DEL LIBRO DE MADRID del 29 de mayo al 14 de junio de 2015 Lunes a Viernes: de 11:00h. a 14:00h. y de 18:00h. a 21:30h. Día 3 de junio de 11:00h. a 14:00h. y de 18:00h. a 22:30h. Sábados, Domingos y Festivos de 11:00h. a 15:00h. y de 17:00h. a 21:30h. En el Parque del Retiro

Sorteio de Livro!


O poeta Alves Rosa vai fazer aniversário e quem ganha o presente é você! O livro “Pseudopoesia”, que já foi resenhado aqui (leia) pode ser seu. Eu gostei muito do livro, que é de poemas. Estamos precisando de poesia, não acha?! Mais poesia, por favor!

42751322


Para garantir a sua participação é bem fácil, veja:

* Marque três amigos e compartilhe o post no Facebook do Falando em Literatura referente ao sorteio desse livro.

O sorteio acontecerá no dia 31 de maio. Participe e avise os amigos. Sorteio válido somente para o Brasil e Portugal. Boa sorte!