A oficina de escritura criativa começará na próxima quarta- feira


Ser escritor. Tenho sérias dúvidas se essa é uma função que se possa aprender. Se assim fosse, eu mesma já teria escrito uma obra- prima. Preste atenção: quando me refiro a “escritor”, quero dizer “escritor de ficção”, prosa e verso. Você pode aprender as técnicas narrativas e poéticas, a estrutura do texto, a teoria literária e também pode aprender a soltar a sua imaginação, mas nada disso vai garantir que você seja um bom escritor ou sequer escritor. Escrever também é persistência, teimosia, obsessão. Se você não estiver determinado a debruçar- se sobre o papel (ou computador) em busca da palavra certa, do texto perfeito, desista antes de começar. Escrever exige tempo, renúncias e dedicação. Escrever também possui algo de magia, algo alquímico, misterioso, místico…um livro muito bom é um punhado de palavras juntas que formam algo mágico. E essa fórmula ninguém possui, acontece de vez em quando, menos frequente do que gostaríamos. Há um tipo de escritor especial, com dom, talento, pessoas que nascem escritoras, sabem tudo intuitivamente, não precisaram estudar (quer dizer, bons escritores normalmente são excelentes leitores, ler é estudar também). Se esse não é o seu caso, mas você sonha em escrever um livro, essa sessão vai te ajudar com as ferramentas técnicas necessárias: redação, conceitos, teorias da literatura e linguagem baseados em lições e artigos dos mais renomados teóricos literários e linguisticos do mundo, além da minha própria experiência.

OFICINA

A “Oficina de escritura criativa” acontecerá aqui todas as quartas- feiras a partir da próxima semana.