Escritores em topless

Pois é, nossos literatos também tinham seus momentos de descontração e lazer, onde apareciam “descamisados”, muito diferente do que estamos acostumados a ver. Veja: O grande escritor americano Mark Twain, que parecia tão formal, nos deixou esse registro fotográfico em 1883.  Ernest Hemingway adorava ficar sem camisa, são muitas fotos do escritor de “O sol também se levanta” em “panos menores” e que dão ideia dos hobbies e gostos do escritor: Precisando de óculos novos: Veja mais fotos aqui. Há na internet fotos de escritoras que foram flagradas em topless. Como são fotos sem autorização das fotografadas, fotos de paparazzi, não … Continuar lendo Escritores em topless

Homenagens a Antônio Torres na sua terra natal

O clima festivo e cheio de emoções marcaram as homenagens ao escritor Antônio Torres no último sábado (26/04/2014) na sua terra natal Sátiro Dias (o antigo Junco, na Bahia). O escritor retornou ao Junco como imortal da Academia Brasileira de Letras. As fotos abaixo foram retiradas do Facebook do irmão do escritor, Tom Torres, do primo, Marcelo Torres, de Cristiana Alves, Doriane Doria e do Departamento de Cultura de Sátiro Dias: A sequência de fotos de Tom Torres, Antônio Torres reencontrando amigos e familiares, deitado na rede na varanda, rodeado pela família e ao som de uma viola. Uma das fotos mais bonitas … Continuar lendo Homenagens a Antônio Torres na sua terra natal

A primeira escritora clássica do nosso século?

Meu presente do Dia do Livro foi “O pintassilgo”, tradução literal de “The Goldfinch”, de Donna Tartt, ainda não saiu tradução em português no Brasil, nem em Portugal. A edição em espanhol da Lumen chama- se “El jilguero”. Essa obra ganhou o Prêmio Pulitzer de Literatura 2014: O absurdo não liberta, prende. (Albert Camus) A norte- americana Donna Tartt (Greenwood, Mississippi, 23/12/1963) tem os elementos ideais para virar uma das grandes estrelas literárias do século. Dizem que a escritora é uma verdadeira enciclopédia, tem uma memória de elefante, declama poemas inteiros e cita romances franceses com grande profundidade. Seus livros viram best- sellers, … Continuar lendo A primeira escritora clássica do nosso século?

Para nós que vemos poesia em tudo

Viagem de carro Barcelona- Madri. Parada em posto de gasolina em Zaragoza. Pacote de balas ao acaso. No carro, vejo que as balinhas chamadas “adoquines” têm algo especial: a imagem da Virgen del Pilar e um desenho tipíco da terra de Calatayud em Zaragoza. Uma bala tradicional dura com sabores de frutas. Abro. Dentro de cada uma existe um poema feito para cantar, poemas populares espanhóis, “coplas”, músicas tradicionais andaluzas que normalmente são acompanhadas por uma dança chamada “jota”. Ya pues ponerte manico otra nariz y otra cara porque ha maridao el alcalde que se arreglen las fachadas. ya nos … Continuar lendo Para nós que vemos poesia em tudo

Um passeio por Madri no Dia Internacional do Livro

Enquanto o Brasil ainda dorme, eu já fui dar um passeio por algumas livrarias de Madri nesse Dia de São Jorge. Leia como essa data passou a ser a festa do livro: você conhece a tradição espanhola de presentear flores e livros? Hoje é o dia. Todo dia é dia de leitura, mas hoje é especial. Serve para festejar, para comprar livros com descontos, presentear, agitar o mercado editorial, conhecer autores pessoalmente, pedir autógrafos, se inspirar, conhecer, ler mais ainda e pensar em literatura! Uma das minhas livrarias preferidas em Madri é a Casa del Libro da Calle Alcalá, 96. O … Continuar lendo Um passeio por Madri no Dia Internacional do Livro

“Seis propostas para o próximo milênio”, Ítalo Calvino

               Minhas reflexões sempre me levaram a considerar a literatura como universal, sem distinções de língua e caráter nacional, e a considerar o passado em função do futuro (…) (p. 9) O “próximo milênio” … Continuar lendo “Seis propostas para o próximo milênio”, Ítalo Calvino

O triste abril de T.S. Eliot

T.S.Eliot (Thomas Stearns Eliot, St. Louis, 26/09/1888 – Londres, 04/01/1965) não é um poeta fácil. Seus versos são herméticos, sua expressão poética é cheia de alusões culturais, misturas de idiomas, o poeta utiliza elementos visuais, como se fossem collages. Os elementos místicos, as cartas do tarô, a magia, dão esse tom obscuro, simbólico. T.S.Eliot é um escritor para decifrar: James McColgan – Midnight Tree I. O ENTERRO DOS MORTOS*Abril é o mais cruel dos meses, brotando Lilases da terra morta, misturando Memória e desejo, removendoTurvas raízes com a chuva da primavera. O inverno nos mantinha quentes, cobrindo A terra de neve esquecida, nutrindo Um pouco de vida os tubérculos secos. O verão nos … Continuar lendo O triste abril de T.S. Eliot

Quem é a crítica literária no Brasil?

A pergunta não é “O que é a crítica literária?”, e sim, “Quem é a crítica literária no Brasil?”. Os críticos são citados normalmente sem o nome, eternos sujeitos indeterminados: “o autor foi aclamado pela crítica”, “o livro não agradou a crítica.” Mas, quem foi e quem é a Crítica Literária? Alguns autores andam reclamando da crítica contemporânea, olhando com certo saudosismo a crítica do passado e menosprezando o que há na pós- modernidade, como declarou o escritor peruano Mario Vargas Llosa recentemente para o El País, leia: “A crítica literária tem agora mais responsabilidades em um mundo com excesso … Continuar lendo Quem é a crítica literária no Brasil?

A festa da rosa e do livro: Dia Internacional do Livro, 23 de abril

Você sabe porquê o dia 23 de abril é o Dia Internacional do Livro? É uma tradição que vem desde a Idade Média na Espanha, na região da Catalunha (que compreende as províncias de Barcelona, Gerona, Lérida e Tarragona). No dia 23 de abril, dia de São Jorge (Sant Jordi, em catalão), padroeiro da Catalunha, a tradição é presentear as pessoas queridas com flores e livros. E como no mês de abril faleceram William Shakespeare (dramaturgo inglês), Josep Pla (escritor catalão) e Miguel de Cervantes (escritor espanhol), a UNESCO decidiu, em 1995, fixar a data como o Dia Mundial do Livro. O governo espanhol … Continuar lendo A festa da rosa e do livro: Dia Internacional do Livro, 23 de abril

Discurso de posse de Antônio Torres, novo membro da ABL

Eu sou fã do escritor baiano Antônio Torres, que tomou posse ontem na Academia Brasileira de Letras. Reproduzo abaixo a notícia na íntegra, que a Academia publicou no seu site, a foto é do O Globo Rio, com Geraldo Holanda Cavalcanti, Antônio Torres e Nélida Piñón: Romancista baiano Antônio Torres toma posse na Cadeira 23 da ABL fundada por Machado de Assis “Aqui chega um baiano que está longe de representar a Bahia da grande oratória, que, no dizer de Jorge Amado, foi devidamente representado nesta Casa por seu antecessor, o nobre Otávio Mangabeira, como definiu o não menos nobre Luiz … Continuar lendo Discurso de posse de Antônio Torres, novo membro da ABL

Como analisar um texto literário

Há uma variedade enorme de blogs literários: alguns são profissionais, escritos por professores da área de Letras; outros dedicam- se às resenhas com cara de sinopse e sorteio de livros; há blogs de gente muito jovem e com muita energia para ler “trocentos” livros por mês; outros, resenham o que não leram (muito engenhosos!); e ainda há muitos blogs escritos por gente apaixonada por livros, que fazem um trabalho lindo. Todos os citados são louváveis, já que fomentam de alguma forma a leitura. As resenhas em blogs são podem ser prolixas, porque ninguém lê (infelizmente), então as análises têm que ser macroscópicas, uma … Continuar lendo Como analisar um texto literário

Uma carta de amor: Lord Byron a Caroline Lamb

Em Agosto de 1812, o poeta Lord Byron  (Londres, 22/01/1788 – Missolonghi, 19/04/1824) escreveu uma carta para a sua amante aristocrata Caroline Lamb, também escritora. Byron, casado com Anna Isabella Milbanke, teve inúmeras amantes, inclusive uma prima e sua irmã Augusta, com quem teve uma filha chamada Medora. Com a esposa teve uma filha, Ada Lovelace, que foi escritora e matemática. Os laços de sangue parece que não eram importantes para o poeta. Montagem de um retrato de Caroline e Lord Byron A carta de Byron é típica de um “bico doce”, lábia ele tinha. O texto é de amor e despedida, mas indo sem querer muito … Continuar lendo Uma carta de amor: Lord Byron a Caroline Lamb

Resenha: “Cada homem é uma raça”, Mia Couto

“-A minha raça sou eu mesmo. A pessoa é uma humanidade individual. Cada homem é uma raça, senhor polícia.” (Mia Couto) António Emílio Leite Couto, Mia Couto ( Beira, Sofala, Moçambique, 05/07/1955 ) é o escritor moçambicano mais traduzido e conhecido no mundo. Escritor … Continuar lendo Resenha: “Cada homem é uma raça”, Mia Couto

Biblioteca Digital Hispânica (Espanha)

A Biblioteca Nacional da Espanha disponibiliza um acervo digitalizado público e gratuito. O acervo consta de documentos, livros, manuscritos e outros, todos muito antigos e com grande importância histórica, como esse livro manuscrito da época do Império Romano, são escrituras religiosas, o título da obra: “Salterio (h. 1 149). Gesta Salvatoris. Inc.: Factum est in anno nono decimo tiberii cesaris imperatoris romanorum.”   Uma fonte interessante para estudantes e pesquisadores. Você pode consultar os documentos aqui. Continuar lendo Biblioteca Digital Hispânica (Espanha)