O absurdo da reprodução irresponsável


A Internet trouxe muitas coisas boas, como a comunicação entre pessoas do mundo todo, a facilidade de pesquisa e a informação em tempo real. Mas também proliferou informações incorretas e duvidosas de gente que não está preocupada em ir nas fontes, documentar- se e só então reproduzir na Internet. Eu já vi vários textos atribuídos a escritores equivocados e a partir de agora vou começar a documentar e reproduzir aqui, serve como puxão de orelha. O site KD Frases é um campeão em fazer esse tipo de coisa, encontre o erro:

frase-nao-sou-feminista-acho-que-a-sociedade-tem-que-crescer-em-conjunto-a-associacao-mulher-e-homem-rachel-de-queiroz-133723

Percebeu? Texto (supostamente) de Rachel de Queiroz com foto de Clarice Lispector.

E o erro vai sendo repassado como certo. Não sei quem copiou de quem, mas o blog Varal do Brasil reproduziu a mesma foto como sendo de Rachel de Queiroz e o mais absurdo é que embaixo a autora do blog coloca uma foto da verdadeira Rachel que é totalmente diferente dessa, nota- se que são pessoas diferentes, veja:

a27374347e2115f0fffff87dffa86321

Rachel parece com Clarice?!

Todos nós erramos, podemos nos enganar, mas um erro tão grosseiro não dá! Essa história lembra- me aquela brincadeira infantil do telefone sem fio, o que chega no final raramente é o que saiu no início. Por isso, amigo leitor, não acredite em tudo o que encontrar na Internet, pois há muito copista sem critério e muita informação errônea.

UPDATE: o texto realmente é de Rachel de Queiroz, na verdade, uma entrevista de 1991.

Anúncios

11 comentários sobre “O absurdo da reprodução irresponsável

  1. Se nem para se posicionar sobre aspectos importantes da nossa sociedades eles verificam as fontes e compram o discurso, quiçá para repassar frases que acharam “épicas”, para usar os jargões deles. Alguns fazem esse tipo de post (como o de seu exemplo) exatamente como crítica (tem um claramente absurdo, com texto falando da internet, atribuído a Machado de Assis…rs… com uma foto de Santos Dumont – ou alguém do gênero, não lembro), o problema é que a ignorância é vasta, as pessoas nem percebem a piada, não verificam nada e ainda acabam associando como “verdadeiro”. É complicado… Boa iniciativa. As postagens serão o “E-Farsas das frases atribuídas” 😉
    Até!

    Curtir

    • Raquel, a princesa Isabel não sei, mas a Rachel disse isso num programa de tv da Cultura, o Roda Viva em 1991:
      “Não sou feminista. Acho que a sociedade tem que crescer em conjunto. A associação mulher e homem é muito boa e acho um grande erro combater o homem. Aquela brincadeira que a gente diz, “que o homem foi feito para servir a mulher”… foi mesm [risos], de forma que nunca fui feminista, sempre discordei das feministas. E como acho que a condição humana é uma condição de sofrimento e de decepção e que a idade só traz amarguras e renúncias e conformismo, então as minhas mulheres, como os meus homens também… Só que me dedico mais a histórias femininas, na verdade, os meus personagens principais são sempre mulheres.”

      Curtir

  2. Pingback: CLARICE NÃO MORREU! VIVE (MALTRATADA) NO FACEBOOK… | Falando em Literatura...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.