“Orfanato portátil”, Marcelo Montenegro

Esse frio na barriga onde mora/ o que não sei dizer. (Teleférico de ternuras, p. 21) O livro chegou da minha terra, São Paulo, enviado pelo meu tio poeta, outrora revolucionário, Normando Leão, que apresentou-me o escritor Marcelo Montenegro (São … Continuar lendo “Orfanato portátil”, Marcelo Montenegro

“Amar, verbo intransitivo- Idílio”, Mário de Andrade

 idílio (latim idyllium, -ii, poema pastoril) s. m. 1. Poesia de assunto pastoril. 2. [Figurado]  Amor simples e puro. 3. Sonho, utopia.* O amor realizado se torna logo parecido com amizade. (p. 87) Eu gosto de Mário de Andrade (São Paulo, 9/ 10/ 1893 … Continuar lendo “Amar, verbo intransitivo- Idílio”, Mário de Andrade