O leitor de Julio Verne, Almudena Grandes

Este livro acabou de sair do forno, “O leitor de Julio Verne” ( original em espanhol: “El lector de Julio Verne”) tem algo muito especial: é uma história que acontece na terra dos meus sogros, na serra sul de Andaluzia, Fuensanta de Martos, em Jaén, Andaluzia. A obra é baseada em fatos reais. Almudena Grandes (Madri, 1960) tive a oportunidade de conhecê- la pessoalmente na Feira do Livro de Madri do ano passado, é uma escritora conhecida e respeitada na Espanha. Almudena Grandes Fuensanta de Martos A história é sobre um menino, Nino , filho de um guarda civil que morava … Continuar lendo O leitor de Julio Verne, Almudena Grandes

Ler é contagioso

Da palavra latina liber, derivam as palavras livro e livre. Da palavra latina legere, derivam as palavras ler e escolher. Literatura é liberdade e escolha. “A leitora”, Frank Benson, 1910 Abaixo, vários vídeos de projetos de incentivo à leitura e outras histórias: “Ler é contagioso” (Argentina) em espanhol: Projeto de leitura que mistura artesanato e literatura, eles mesmos confeccionaram um livro (São Paulo): “Tapete de leitura”, discutindo sobre obras e autores, leitura de poemas (São Paulo): “Ler”, de Luis Fernando Veríssimo: “A maior flor do mundo”, na voz de Saramago: Continuar lendo Ler é contagioso

Os 100 benefícios da leitura

A minha filha de 8 anos é uma grande leitora. Além de uma grande leitora, é também uma “pequena grande” escritora: ela está escrevendo uma história que a mamãe- coruja vai transformar num livro. Fico feliz com as notas máximas que ela tira em língua espanhola e redação no seu curso de 3ª série primária, mas fico radiante quando acontece uma coisa assim: “- Mamãe, acende a luz do quarto que está um pouco lúgubre…” – Aonde você aprendeu essa palavra lúgubre, filha?!” – No livro que eu li, mami..” Lúgubre?! Quantas vezes você usou essa palavra na sua vida … Continuar lendo Os 100 benefícios da leitura

Macunaíma, o herói sem nenhum caráter

Não vim no mundo para ser pedra. (Macunaíma, p. 208) Macunaíma, publicada pela primeira vez em 1928, é uma obra tão conhecida que mesmo sem ter lido nenhuma linha, a impressão que fica é que já conhecemos a história toda. … Continuar lendo Macunaíma, o herói sem nenhum caráter