Sempre existe uma imagem para todos os nossos pensamentos:

A menina no bosque, Vincent Van Gogh

Eu não escrevo mais poemas, mas esse surgiu agora na minha cabeça, prontinho:

A laranjeira

A laranja tão ácida desprezei.

Cerrei meus olhos de dor,

Joguei as sementes no vento,

que a terra ávida tragou.

Caminhei para lugar nenhum, tropecei.

Caí na sombra daquela árvore que plantei

(ao acaso)

Outros colhiam a fruta doce,

que eu não provei.

Madrid, 21-01-2012

Anúncios

4 comentários »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.