Seminário Internacional: “Cidades Míticas e exóticas”


Foi celebrado na Universidad Complutense de Madrid, nos dias 30 e 01 de dezembro, o “Seminario Internacional: Ciudades míticas y exóticas en la literatura de viajes y en la ficción” coordenado pela professora catedrática Eugenia Popeanga, do departamento de Filologia Românica que formou um grupo de pesquisa para estudar a cidade em diversos contextos. Os trabalhos desse grupo podem ser vistos na revista “Ángulo recto”.

 

 

 

 

Na foto (esquerda para direita): Rocío Mejía (UCM), Jean- Pierre Castellani (Universitè de Tours), a mediadora e Juan José Ortega (UCM, tradutor da série “Millenium” para o espanhol), que falaram sobre “Os mistérios de Veneza” na literatura de viagens.

Carmen Mejía(UCM) falou sobre a cidade de Santiago de Compostela. “Uma viagem de descobrimento das cidades míticas da Ásia”  foi apresentado pelos pesquisadores Bárbara Fraticelli, María Navas e Ángel Clemente, todos da UCM.

Sobre a cidade de Constantinopla (hoje Istambul, Turquia)  falou- se sobre “Uma aventura de conquista e uma imagem postal”. Adorei a comunicaçao  “Uma princesa em Constantinopla: Marta Bibescu”, de Doina Popa- Liseanu (UNED), trabalho bem interessante sobre uma princesa um pouco rebelde e muito à frente do seu tempo; o professor Juan M. Ribera (UCM) catedrático especializado em literatura catalana (que , segundo ele, vai ser extinta ano que vem na UCM) e a professora Eugenia Popeanga falaram também sobre Istambul na ficçao.

Adorei a comunicaçao do professor Michel Wattremez (ACF Embaixada da França) que falou dos labirintos que podem ser certas cidades como Istambul. Fiquei com os seguintes pensamentos “O objetivo de certas coisas nao é chegar rápido, e sim, perder- se. O sofrimento pode ser um caminho de criaçao literária. Encontrar uma cidade é encontrar- se a si mesmo.”

Eugênia Popeanga e Luis Martinez- Falero Galindo professores da Universidad Complutense de Madrid apresentaram o livro “Ciudad en obras”, uma antologia de ensaios sobre a cidade vista em obras literárias.

Esse é o professor Luis Martinez- Falero Galindo, professor do departamento de Língua espanhola, literatura comparada e teoria da literatura da UCM, por acaso, o diretor da minha tese.