“Estórias de conversa”, Manuel Rui


Um livro para conhecer a cultura e língua angolana. Podem existir dificuldades de entendimento, apesar do pequeno dicionário português- angolano no final do livro. Palavras da língua “umbumdu”: “kambuta” (pessoa de baixa estatura), “jinguba” (amendoim), “chanfu” (maluco), “uafa” (morreu, acabou), “maculo”(lombriga), “calundu” (espírito), “bodó” (festa, casamento), “candongueiro” (taxista) e muitas outras.

A obra é composta por cinco contos ambientados em Angola e nas suas tradições sempre envoltas numa aura de magia e elementos da terra.

A língua portuguesa é a língua oficial de Angola, mas a população, além do português, fala outros idiomas a depender da região: “Angola abriga cerca de onze grupos lingüísticos principais, que podem ser subdivididos em diversos dialetos (cerca de noventa). As línguas principais são: o umbundu, falado pelo grupo ovimbundu (parte central do país); o kikongo, falado pelos bakongo, ao norte, e o chokwe-lunda e o kioko-lunda, ambos ao nordeste. Há ainda o kimbundu, falado pelos mbundos, mbakas, ndongos e mbondos, grupos aparentados que ocupam parte do litoral, incluindo a capital Luanda.” (fonte: http://www.linguaportuguesa.ufrn.br)

foto: www.uea-angola.org/

Manuel Rui Alves Monteiro nasceu em Angola (Huambo, 1941) e é advogado, poeta e contista.

Rui, Manuel, Estórias de conversa, Caminho, Lisboa, 2006.

Preço: 6,30 euros

Anúncios

4 Comments »

  1. Cara Fernanda,
    teu blog é uma grata surpresa. Além, do conteúdo cultural ser de grande qualidade, encontrei tua entrevista ,na Espanha, com Alberto Vázques-Figueroa, . Solicito tua ajuda para contactá-lo. A razão de meu interesse nesse autor reside no fato da publicação do livro Coltán. Peço tua atenção e gentileza de conhecer meu blog http://amanipucrs.blogspot.com/ e certamente entenderás meu interesse nesse tema. O conhecimento de Alberto seria de muita valia no projeto que no Brasil estamos iniciando para concientização dos problemas do RD Congo e suas realções com as causas econômicas, principalmente na questão da extração criminoso de minenais daquele país. Conseguimos trazer, em junho deste ano, o Dr. Denis Mukwege – indicado para Prêmio Nobel da Paz 2009 – para conferência no Ciclo de Palestras Fronteriras do Pensamento http://www.fronteirasdopensamento.com.br/- causando grande repercussão midiática no assunto.
    Dessa maneira, conto com tua ajuda na intermediação com Alberto para trabalharmos junto nesse projeto.
    Estarei a tua disposição para qualquer esclarecimento sobre minha reivindicação.

    Um grande abraço

    Milton Paulo de Oliveira
    Porto Alegre
    Brasil

  2. Olá Fernanda!
    Por indicação de um livro didático tive a oportunidade de conhecer textos de Manoel Rui.
    Fiquei encantada! Encantamento que se estende ao seu blog. Gostaria de saber por ande anda o escritor, e se você me indicaria algumas comunidades angolanas, para que eu possa ter contato, a fim de intercâmbio cultural.
    Terminei o curso de Formação de Professores em Nível Médio no ano de 2010, e estou cursando pedagogia no momento.
    Um grande abraço.
    Deisi Tavares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s