“O mundo de Sofia”, Jostein Gaarder


Jostein Gaarder esteve recentemente na Feira do Livro de Madri, cuja temática foi a literatura nórdica. Gaarder nasceu em Oslo, na Noruega. Ele escreve romances e também livros infantis, quem sabe influenciado por sua mãe que também é escritora desse gênero. Seu pai é diretor de uma escola, ou seja, uma família envolta no mundo das Letras.

Para você que se assusta só em ouvir a palavra “Filosofia”, que pensa que é uma coisa chata ou complicada demais, então esse é um livro perfeito para tirar essa sua má impressão. A Filosofia é  uma Ciência Humana que  desvenda e descobre muitos mistérios da natureza, dos homens e das sociedades desde a Antiguidade até os dias atuais. Sócrates, Platão e Aristóteles são alguns desses filósofos antigos que nos influenciam até hoje não só na área da Filosofia, como na Medicina, Biologia, Política e na Química.  Demócrito descobriu o “átomos” numa época sem tecnologia, só com o uso da razão há quase 2500 anos atrás.

“Mais inteligente é aquele que sabe que não sabe” (Sócrates)

“O mundo de Sofia” tem como protagonista uma menina de 14 anos, Sofia, que  leva uma vida tranquila ao lado da mãe e de repente começa a receber cartas sem remetente, um curso de filosofia de um misterioso professor. Nós passamos a ser Sofia e tentamos responder as questões que o professor vai lançando, “Quem vem antes, o ovo ou a galinha”, “A alma é imortal?”, “Por que chove?”, “O que o homem precisa para viver uma boa vida?”, entre outras.

Um livro recomendado para jovens e adultos, com uma linguagem muito acessível, sem complicações, onde as lições deixadas nos fazem refletir sobre a vida, sobre nós mesmos e o papel que desempenhamos no mundo.