O pedófilo e estuprador: Roman Polanski

O franco-polonês Roman Polanski,  cineasta pedófilo e estuprador de uma menina de 13 anos (confessou o crime em 1977, ele tinha 44 anos ). Usou como cenário do crime a casa do amigo Jack Nicholson nos Estados Unidos (esse protagonizou “Chinatown”, autoria e direção de Polanski) drogou a menina e depois a violentou. “Chinatown” foiContinuar lendo “O pedófilo e estuprador: Roman Polanski”

“O silêncio dos amantes”, Lya Luft

Eu acho que escolheram mal o título, há algo de erótico nele  e disso o livro  tem muito pouco.  Algumas exceções muito sutis como o belíssimo “Encontros” sobre a dona-de- casa que ganha asas, ou o “Adria”, uma história de amor  dessas que não acabam nem com a morte. “O silêncio dos amantes”, reúne 20Continuar lendo ““O silêncio dos amantes”, Lya Luft”

Miguel Delibes, “Um povo sem literatura é um povo mudo”

No dia 12 de março de 2010 faleceu um dos maiores escritores da língua castelhana, Miguel Delibes, vítima de câncer. O escritor espanhol, nascido em Valladolid em 17 de outubro de 1920, não gostava de aparecer e nem de dar entrevistas, talvez por timidez.  Não deu fórmulas sobre como escrever um bom livro, mas disseContinuar lendo “Miguel Delibes, “Um povo sem literatura é um povo mudo””