“Compêndio para uso dos pássaros”, Manoel de Barros


Manuel de Barros

“Poesia reunida 1937- 2004”

Consegui comprar esse livro em Portugal, na Espanha não existe pra vender. Fiquei feliz em conseguir essa coletânea!

Eu acho Manoel de Barros o mais genial poeta da literatura brasileira atualmente. É uma poesia, que de tão boa, me faz chorar. Tem tantas e tão lindas, que abri o livro ao acaso e saiu essa:

“Me acabei como aqueles des- heróis de Callais
que Rodin esculpiu: nus de orgulhos e
de suas esperanças. Só de camisolões e de
cordas no pescoço. Pesados de silêncio e da
tarefa de morrer.

(Morrer é uma coisa indestrutível)”

Manoel de Barros

Anúncios