Tão pós- moderno!


O site Literatura em foco postou um poema de Lauro Drummond, “Pós- modernidade”:

Sinto:
O coração a acelerar,
A mão a esfriar
A fronte a transpirar
água atlântica
que
molha
inutilmente
meus
negros
cabelos
— Ora! Estás apaixonado, doce mancebo?
Não! Tenho síndrome do pânico!

Não encontrei informação acerca do autor. Não sei se tem parentesco com Drummond de Andrade.

Anúncios

1 Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s